Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

O banco

O banco

 

Manhã de dia feriado no Porto, o São João na noite anterior levou todos à rua num calcorrear interminável pelas calçadas da baixa, entre manjericos, martelos e alho porro, hoje os jardins do Palácio de Cristal estavam desertos, o banco convida ao descanso, talvez noutros dias.

 

Porto, Junho de 2008.

Jorge


publicado por Jorge Soares às 21:49
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

As cores dos amores!

Amores perfeitos

 

 

Flores

 

Jardim do bonfim. Junho 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 21:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 29 de Junho de 2008

Momentos

Momentos

 

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade!

 

Praia do Carvalhal

Junho de 2008.

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 11:38
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

Tão perto do paraíso

Cabana

 

Cabana

 

Se alguém mostrasse uma destas fotografias e pedisse para identificar o lugar, quantos de nós diríamos Portugal? Quantos de nós diríamos que esse mar em tons de azul não  é tropical? Se alguém perguntasse o nome da serra que lá ao fundo se vislumbra na primeira fotografia, quantos diriam Arrábida?

 

Mas é, é uma praia Portuguesa, um mar Português, vivemos tão perto do paraíso.....

 

Praia do Carvalhal, Alcácer do Sal, Setúbal

Junho de 2008


publicado por Jorge Soares às 11:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 28 de Junho de 2008

Jogos de água no Bonfim

Bonfim

 

Jardim do Bonfim

 

Jardim do Bonfim, Setúbal.

 

Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 17:08
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

Parque Urbano de Albarquel

Banco, albarquel

 

Parque Urbano, Albarquel

 

Parque Urbano de Albarquel, Setúbal

Junho 2008

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 19:51
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

No meio do nada, a cabana!

Cabana

 

Gosto de andar na praia, sentir a espuma das ondas nos pés enquanto ando pela areia molhada, gosto especialmente da praia do Carvalhal porque basta afastar-nos uns metros da zona vigiada para termos kms de areia só para nós. Depois de uns largos minutos a andar sozinho, ao fundo avistei a cabana, ali, no meio do nada, sem mais nada à volta que agua e areia, um refugio, quem sabe para quê.

 

Imagino que seja um refugio de pescadores, mas a verdade é que não faz muito sentido, ali, sem acessos, nem barcos, nem mais nada que aquelas 4 estacas enterradas na areia e um tecto de colmo.

 

Entre o Carvalhal e a Comporta

Alcácer do Sal, Setúbal

Junho de 2008


publicado por Jorge Soares às 21:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Jacarandás em flor!

Jacarandás em Setúbal

 

Avenida 5 de Outubro, Setúbal

Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 21:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

No fim, restará a saudade

 

Durante muitos anos foi assim, os barcos acostavam neste cais ou no outro em frente a este, e os carros saiam rumo à Comporta, a Grândola, a Sines, ao Algarve. Havia pessoas a pé que saiam aqui e iam para a praia no Bico das lulas, ou atravessando as dunas, para o outro lado, para o mar e as ondas.

 

Breve tudo isso será passado, já lá está a marina, já crescem os prédios, o relvado donde fazíamos os piqueniques debaixo dos pinheiros , há muito que desapareceu, breve tudo isto será de outros e a nós restar-nos-á a saudade.

 

Tróia, Setúbal, Junho de 2008

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 22:00
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Aluga-se casa para o Polvo

Barro

 

A pesca ao polvo é feita assim, os potes de barro são lançados na agua e os polvos fazem deles as suas casas, quando o pescador puxa os potes, o polvo vem com  a casa para a superfície.

 

Carrasqueira, Alcácer do Sal, Setúbal

Junho de 2008


publicado por Jorge Soares às 21:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Junho de 2008

Portinho da Arrábida III

Anicha

 

Portinho

 

Portinho da Arrábida, Setúbal

Junho de 2008.

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 21:54
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

A nuvem.. e o detalhe!

Lisboa

 

Lisboa

Maio de 2007

Jorge


publicado por Jorge Soares às 21:47
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 22 de Junho de 2008

O mar da Arrábida

Mar azul

 

Na Arrábida, protegido a norte pela serra de  contrastes verdes, o mar é calmo e azul, mar chão e agua fria. Lá ao fundo, imune à temperatura da agua que faz que seja a única pessoa no banho em toda a praia, a Raquel diverte-se no seu ambiente preferido, o aquático.

 

Portinho da Arrábida, Setúbal.

Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 18:28
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Velas ao vento

Barco

 

Barco

 

Velas ao vento no Sado.

 

Maio de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 18:24
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 21 de Junho de 2008

Poemas em Macau

Camões

 

Poema

 

Na entrada da fortaleza do monte, em Macau, está esta placa

 

Alto! Sentido!

Recorda por uns instantes

a historia linda da nossa pátria

Entra activo e de cabeça erguida

Porque és soldado dessa pátria

 

Macau, Abril de 2007

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 17:04
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Macau:Farol da Guia

Farol

 

O Farol da Guia é o primeiro e o mais antigo farol do Extremo Oriente. Em 1864 começou a construção deste farol no interior da Fortaleza da Guia e, no dia 24 de Setembro de 1865, entrou finalmente em serviço. Uma tempestade, em Setembro de 1874 causou grandes danos na torre. Nas obras de restauro foi-lhe adicionado um novo mecanismo. Entrou novamente em serviço no dia 29 de Junho 1910. Hoje, ele continua a funcionar.

 

O Farol, situado nas proximidades da Capela de Nossa Senhora da Guia, tem uma altura de 15 metros. A base do farol tem um diâmetro de 7 m e o topo um diâmetro de 5 metros. No topo, foi construído uma área circular de observação, na qual está instalada a lanterna do farol. Uma escadaria em espiral, situado no interior da estrutura, conduz as pessoas ao transmissor de luz. A torre de 3 andares, pintado de branco, tem um exterior rústico e simples, em harmonia com a Capela.

 

A sua localização (113º 55” Leste e 21º 11” Norte) foi adoptada como as coordenadas geográficas oficiais de Macau.

 

Fonte: Wikipedia

 

Macau, Abril de 2007

Jorge


publicado por Jorge Soares às 16:50
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

O sol da tarde no Sado

Sado

 

Desde Troia a vista do Rio Sado e da Arrábida é assim, pena a fábrica de cimento estar ali.....

 

Fim de tarde à espera do barco, Troia, Setúbal

 

Junho de 2008

 

Jorge


publicado por Jorge Soares às 19:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

À espera da agua

Barcos

 

Carrasqueira, Alcácer do Sal, Setúbal

Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 19:01
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Junho de 2008

À procura dos golfinhos

Velas ao vento

 

Velas ao Vento num fim de tarde no estuário do Sado. Restam três ou quatros destes barcos, que são agora utilizados nos passeios em busca dos golfinhos

 

Setúbal, Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 22:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Fim da linha

Bandeira

 

Tudo tem um fim, hoje foi o fim de um ciclo, o fim do ciclo Scolari, e com ele o fim das bandeiras na Janela... esta, amanhã de certeza que não estará lá.

 

Setúbal, Junho de 2008.

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 22:17
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Junho de 2008

Conchas

Conchas

 

Conchas

 

No mar, as conchas

Olhos fechados sentem a brisa suave do mar.
Das conchas espalhadas na areia pressente a dor.
Lindas e retorcidas como emaranhados de amor,
Guardam pontas finas e agudas para rasgar.

Segue andando, destemida, não se nega a pisar.
Deseja ver o caminho; sentir, no rosto aberto, o calor.
Não importa que os pés tenham feridas de toda cor.
A alma desperta atravessa o sorriso franco a aflorar.

Na tarde, a praia fria anoitece, sombras a chegar.
Ela mergulha no mar, oferece lágrimas ao luar.
Rastros em pérolas negras e brancas a contrapor.

Cabelos de tempestade escorrem a emoldurar.
Os olhos adiante na estrada, fátuos a iluminar.
As vias de conchas, os pés descalços a compor.
 
 
Christina Ferreira
Retirado de: http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/726711

 

Fotografias tiradas na praia do Carvalhal

Setúbal, Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 18:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

A fonte

A fonte

 

A fonte

 

Num recanto da avenida 5 de Outubro em Setúbal, há uma fonte, um canteiro com relva e algumas flores, e muitos detalhes, magnificos.

 

Setúbal, Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 18:16
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 17 de Junho de 2008

Em busca da solidão ...

Praia do Carvalhal

 

Praia do Carvalhal

 

Entre Tróia e Sines estende-se o areal dourado, quilómetros e quilómetros de areia, que formam uma só praia sem fim. Desde o Carvalhal, para Norte ou para Sul, o mar e a areia fazem as delicias de quem gosta da solidão.

 

Ela ia só, caminhava ao longo da areia que a maré ao descer tinha deixado limpa e molhada, talvez em busca da solidão, ou da paz que só o enrolar das ondas nos pode dar.

 

Praia do Carvalhal, Comporta, Alcácer do Sal, Setúbal

Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 21:52
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Carrasqueira

Carrasqueira

 

A Carrasqueira é uma aldeia do Concelho de Alcácer do Sal e localiza-se na Reserva Natural do Estuário do Sado…um dos seus pontos de interesse é o seu Cais Palafítico e esta é a história que poucas pessoas conhecem e que teve início 30 anos atrás…

 

 

 

 

Os habitantes da aldeia da Carrasqueira dividem a labuta diária entre a faina do mar e o amanho da terra. A primeira pesca foi a apanha de amêijoas de cabeça (que eram vendidas a pessoas que se deslocavam à aldeia e aí as compravam). Nesses tempos não haviam balanças, pelo que eram utilizadas latas de meia arroba para servir de medida.

 

Depois as pessoas começaram a comprar ostras. Foi esta pesca que trouxe um grande desenvolvimento à Carrasqueira. Pelo que houve a necessidade de arranjar condições para acolher o crescente número de pescadores e respectivas embarcações.

 

E para que a pesca fosse possível, importava criar um acesso à água que não ficasse condicionado ao vai e vem das marés. É que, em situação de maré cheia a água atingia e às vezes galgava o “muro de maré” que defendia os terrenos agrícolas, para depois recuar na maré vazia algumas dezenas, senão centenas, de metros, entrepondo uma barreira de lodo entre a terra e a água.


Assim, escolhida que foi a melhor localização, no final de uma vala de drenagem dos terrenos agrícolas, dois pescadores lembraram-se de espetar uma estaca na borda do muro e puseram umas tábuas por cima para passarem. Os pescadores foram-se assim juntando dois a dois, constituiriam o seu bocado, espetavam mais estacas adiante do que estava e punham tábuas por cima, sendo que cada pescador atracava os barcos no seu lado. Este foi um processo evolutivo que prolongou o emaranhado de estacas e tábuas por centenas de metros.


Isto passou-se nos anos 50/60 e os pescadores eram poucos então. Reconhecendo no Estuário um manancial de riqueza tão próximo, as populações locais foram evoluindo no seu aproveitamento, abraçando cada vez mais a pesca como actividade mais lucrativa, mas sem abandonarem por completo a agricultura (a agricultura era a actividade dominante, enquanto a pesca inicialmente não era mais do que um complemento dos parcos rendimentos que a agricultura de latifúndio permitia aos trabalhadores)


E assim nasce o Cais Palafítico da Carrasqueira, que é hoje um dos locais mais visitados do concelho de Alcácer.

 

 

Retirado de: http://arquitectura.pt/forum/f54/cais-palaf-tico-da-carrasqueira-3723.html

 

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 19:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Caminho ao vazio!

Carrasqueira, barco

 

Carrasqueira, Alcácer do Sal,Setúbal

Junho de 2008

Jorge

 

 


publicado por Jorge Soares às 19:06
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 15 de Junho de 2008

Os afogados

Afogado

 

Afogado

 

Se eu tivesse chegado duas horas antes, ou duas horas depois, não teria dado por eles, a maré alta faria com que o mar de lama que encontrei fosse um mar de agua, e eles estariam lá, mas eu não os teria visto, porque eles são os afogados.

 

Agora são só despojos esquecidos, mas já tiveram cor como todos os outros que lá estavam, já sulcaram a agua rio acima e rio abaixo, em terra de pescadores já viveram a faina diária de quem tira o pão deste rio que tantas vezes é mar.

 

Agora estão ali, pousados no fundo lamacento do rio,  cobertos pela agua e escondidos dos olhares curiosos de quem vai ver os outros, que cheios de cor ainda sabem flutuar....e não se afogam.

 

Carrasqueira, Comporta, Setúbal.

 

Junho de 2008

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 11:50
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Sábado, 14 de Junho de 2008

O Rio Arade

Rio Arade

 

Rio Arade

 

O rio Arade, a velha ponte e as gaivotas.

 

Silves, Algarve

Março de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 14:20
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Junho de 2008

Rio.. no rio!

Sado

 

A maré estava vazia no Sado,  tudo o que vemos costuma ser agua, naquele dia, havia um rio donde costuma haver um mar.

 

Vista do Sado desde a Carrasqueira, no ultimo porto de palafitos do rio.

 

Carrasqueira, Comporta, Setúbal.

Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 19:15
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Junho de 2008

Jacarandá

Jacarandá

 

Avenida 5 de Outubro, Setúbal

 

Junho de 2008

Jorge


publicado por Jorge Soares às 19:10
link do post | comentar | favorito
|

Praia do Carvalhal

Carvalhal

 

Praia do Carvalhal, Grandola, Setúbal.

 

O Alentejo tem praias magnificas.

 

Jorge

 


publicado por Jorge Soares às 19:03
link do post | comentar | favorito
|
Related Posts with Thumbnails

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

Também estou aqui: 

Olhares

Picasa Jorge Freitas Soares

Picasa Momentos e olhares



First Class Radio 

.mais sobre mim

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quem cá vem



.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds