Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

Inverno no Portinho da Arrábida

Portinho da Arrábida

Papagaio na praia do Portinhoda Arrábida

Praia do Portinho da Arrábida

Praia do Portinho da Arrábida

Praia do Portinho da Arrábida

 

Alguém falou de Primavera?.. isto foi ontem, dia 27 de Fevereiro na Praia do Portinho da Arrábida... parece mesmo verão.... é claro que eu não perguntei pela temperatura da água.

 

Portinho da Arrábida, Setúbal

Fevereiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Margaridas, Flor com nome de gente ...

Margaridas

 

Margaridas

 

Flor com nome de gente

gente em nome de flor ?

Não vou tirar isso a limpo

Nem sequer tomo partido

quer contra - quer a favor !

- que eu penso - valha a verdade

que aqui - perder ou ganhar

não é questão - p’ra se pôr!

- O que importa é que a flor

é tal e qual a rapariga

seja o seu nome qual for ...

tem seu tempo de crescer

seu tempo de se criar

seu tempo de florir

de dar semente e morrer !

Que uma vida - quando inteira

no seu caminho percorre

as estradas uma a uma

e delas todas recolhe

o seu fruto sazonado

e, é assim que ás vezes

já com o Inverno no sangue

nos aquece o coração

ver em cada Primavera

as margaridas - bem vivas

brotar em moitas do chão

que só no tempo - a seu tempo

a Primavera ressurge

ano após ano - certinha

talvez - p’ra que a gente entenda

e veja e possa sentir

que sempre que flores murcham

ou pessoas vão partir

outras pessoas cá ficam

outras flores hão-de vir...

passar no tempo que passa

com seus rostos, seus feitios

seu andar ou sua voz

seu encanto, seu perfume

seu recorte, sua cor,

sejam rosas, sejam dálias

flores belas ou perpétuas

Eufrásias ou violetas

feitas mulher - ou flor

para viver as Primaveras

que há no tempo e há na vida

e, porque é efémera a Beleza,

pelos tempos - tempos fora

com a saudade se chora

pessoa que foi - flor querida

seja o seu nome o de Eufrásia

Dália, Rosa ou Margarida.

 

Maria José Rijo

..

LIVRO DAS FLORES

 

Setúbal, Maio de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 27 de Fevereiro de 2011

A pequena flor

Pequena flor

A pequena flor

A pequena flor

 

A primavera vai-se anunciando... uma pequena flor de Fevereiro

Setúbal, Fevereiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 12:07
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 26 de Fevereiro de 2011

O cavalo

Cavalo

O cavalo

O cavalo

O Cavalo, quinta pedagógica dos Olivais

Quinta pedagógica dos OIlivais, cavalo branco

 

Quinta Pedagógica dos Olivais, Lisboa

Fevereiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 13:59
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011

Roma, Os anjos do Altare della Patria

Roma, detalhes

Roma

Roma, Anjo

Roma

 

Os anjos em frente frente ao Altare della Patria

Roma, Itália

Deze,bro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

O voo da garça

Garça a voar

 

O que é voar?

É só subir no ar, 
levantar da terra o corpo,os pés?

 

Isso é que é voar? 
Não.


Voar é libertar-me, 
é parar no espaço inconsistente,
é ser livre,leve,independente, 
é ter a alma separada de toda a existência,
é não viver senão em não-vivência.


E isso é voar? 
Não.


Voar é humano, 
é transitório,momentâneo...


Aquele que voa tem de poisar em algum lugar: 
isso é partir e não voltar.

Ana Hatherly

 

 

Uma garça voa do rio para o mar

Comenda, Setúbal

Fevereiro de 2011

Jorge Soares

 

12 de Fev de 2011, Câmara: SONY DSLR-A350, ISO: 100, Exposição.: 1/640 seg., Abertura.: 6.3, Ext.: 200mm


publicado por Jorge Soares às 00:44
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011

Insectos nas flores de Fevereiro

Borboleta no trevo

Abelha na flor

Abelha

Na flor

Insectos

 

Insectos nas flores de Fevereiro

Setúbal, Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:35
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Anoitece

Pôr do sol em Cabo Verde

 

"Anoitece...

É tarde !...e quando anoitece
Cai o silêncio na Ria
Ressurge quando amanhece
Com aves em cantoria

Em noites maravilhosas
Com brisas de maresia
Medito trechos em prosa
Num quadro de Poesia

Adormeço ao som do mar
Durmo deitado na areia
Num sonho de Amor Primeiro

Na esperança de te encotrar
Neste meu leito de areia
Que é cama de Marinheiro"
 
João Severino
 
Pôr do Sol em Cabo Verde (João, era melhor uma imagem da ria formosa... mas não tenho nenhuma)
Fevereiro de 2010
jorge Soares

publicado por Jorge Soares às 02:08
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

Colosso do Nilo

Colosso do Nilo

Colosso do Nilo, museu do Vaticano

Colosso do nilo

colosso do Nilo

nilo

 

Colosso do Nilo

Museu do Vaticano

Roma, Itália

Dezembro de 2010


publicado por Jorge Soares às 19:36
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Passado

Voar

 

Antes o voo da ave, que passa e não deixa rasto,
Que a passagem do animal, que fica lembrada no chão.
A ave passa e esquece, e assim deve ser.
O animal, onde já não está e por isso de nada serve,
Mostra que já esteve, o que não serve para nada.

A recordação é uma traição à Natureza.
Porque a Natureza de ontem não é Natureza.
O que foi não é nada, e lembrar é não ver.

Passa, ave, passa, e ensina-me a passar!

 

Alberto Caeiro

 

Gaivota sobre a praia

Algar Seco, Carvoeiro

Algarve

Março de 2009

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:20
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011

Catarina de Bragança

Catarina de Bragança no Parque das nações

Catarina de Bragança

Catarina de Bragança

Catarina de Bragança

Catarina de Bragança

 

Catarina de Bragança num dia de Inverno em Lisboa

Parque das nações

Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:39
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Divagar

Pardal

 

Pudesse abrir asas

E voar sobre quintais

Pousaria nas janelas

Como fazem os pardais

 

Soltaria em cada uma

Um suave chilrear

Obrigando quem lá mora

A abri-las de par em par

 

Em meu bico entregaria

Uma flor perfumada

Arrancando um sorriso

Até à cara mais fechada

 

E cantando partiria

Feliz no azul do céu

Sonhando ser como os pardais

Nestes meus sonhos irreais

 

Asas de pássaro não são braços

Tenho pernas, tenho pés

Os animais não são todos iguais

 

Gosto do meu fabular

De um dia poder voar

Não quebrem esta ilusão

Tu estás a divagar!...

 

Flor

Roubado, devagarinho, do A Alma da Flor

 

Um pardal num arbusto no Jardim da Algodeia

Setúbal, Agosto de 2008

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

Inverno na Vasco da Gama II

Inverno em Lisboa

Inverno em Lisboa

Inverno no Tejo

Inverno na Vasco da Gama

 

Dia de Inverno no parque das Nações

Lisboa, Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Gaivota

Gaivota

 

Eu tenho sempre Gaivotas
Do pensamento ao desejo
Que chegam em cada abraço,
Que partem em cada beijo,
Eu tenho sempre Gaivotas
Do pensamento ao desejo!

Eu trago sempre Gaivotas
Neste céu onde eu existo, 
Gaivotas de dor profunda,
Dessa dor de que me visto, 
Eu trago sempre Gaivotas
Neste céu onde eu existo!

Em mim há sempre Gaivotas
Em bandos, como pardais,
Gaivotas de Liberdade,
Morrem muitas, nascem mais;
Em mim há sempre Gaivotas,
Em bandos, como os pardais!
Que eu, tenho sempre Gaivotas
Do pensamento ao desejo,
Que partem em cada abraço, 
Que chegam em cada beijo,
Que nascem no Coração,
Levantam voo da mente,
Gaivotas feitas futuro
E passado e presente,
Gaivotas de todo o Amor,
De sorriso, de partida,
Gaivotas feitas de morte,
De saudade e despedida;
Que ser Gaivota é ser forte,
É ser Livre para Amar,
É ser Livre de partir, 
É ser Livre de chegar,
Livremente viajando
Nas vagas de cada olhar;
E, porque me perco no tempo
Por no tempo andar perdida,
Por isso é que há Gaivotas
Dentro de mim, por toda a VIDA!...


Maria Mamede, in "Pelas Letras do Alfabeto"

 

Gaivota com a luz do fim de tarde

Algar Seco, Carvoeiro, Algarve

Março de 2009


publicado por Jorge Soares às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 20 de Fevereiro de 2011

Inverno na Vasco da Gama

Ponte Vasco da Gama

Ponte Vasco da Gama

Ponte Vasco da Gama

Ponte Vasco da Gama

Ponte Vasco da Gama, banco

 

Dia de Inverno em Lisboa

Parque das Nações

Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 22:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 19 de Fevereiro de 2011

Roma, Piazza Novona

Piazza Novona

Piazza Novona

Piazza Novona

Piazza Novona

Piazza Novona

 

Roma, Piazza Novona

Dezembro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2011

Eu gosto de libelinhas

Libelinha vermelha

Libelinha

Libelinhas

Libelinha

Libelinha

 

Todas as imagens tem um pouco de grão a mais, estes bichinhos não deixam que cheguemos muito perto, a minha lente é de 200 MM,  e portanto todas estas imagens são resultado de Crops... o que normalmente resulta em grão.... nada que o fotoshop não consiga resolver, ora, só que eu não utilizo o fotoshop, só o picasa que dá para os crops, para corrigir o contraste e pouco mais....o que temos aqui é basicamente o que saiu da máquina....

 

Libelinhas em Setúbal

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:13
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2011

Rosa Negra

Rosa Negra

 

"Rosa negra"


Rosa negra de saudade,
Como é triste o teu fado.
Repousas o teu olhar
Nessa imensidão de mar!

Pois teu radioso fulgor,
Não o queira apagar.
Brilhante é a maresia
Poisada nas tuas pétalas.
E assim disfarçada,
Mesmo não querendo és amada…

Pesar teu encoberto
Com pingos da tua lágrima
Gotejam livres,
Soltas nessa tua cor de mágoa.
E sorrio sempre a teu lado
Em nossas meditações,
Não anseia o teu destino
Derrotada nostalgia…

Salpico-te de vida,
Devolvo-te novo esplendor.
Por meus olhos vês o belo,
Do vil não tenciono saber.
A alegria que emanas
Ao permitires te contemplar…

Lindíssima rosa negra pois te sei
E decifro te na alma
Exultação dos sentidos.
Com vida inundada de cor
Que saudades do teu fado,
Pressinto em ti ver amor! …

 

Manuel

 

Deixado gentilmente aqui

 

 

Uma rosa do Quintal da minha mãe

Alviães, Oliveira de Azeméis

Agosto de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 23:54
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Os gatos

Gato

Gato

Gato

Gato

Gatos

 

Gatos... adoro gatos

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:17
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Quando eu for grande .....

Quando eu for grande

 

... também vou conseguir fazer essas coisas... agora, querem sair de aí para eu poder passar... ou tenho que vos enxotar com o pau?

 

 

Manhã de Domingo na Costa da Caparica

Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:22
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2011

Roma: Piazza Novona

Piazza Navona

Piazza Navona

Piazza Navona

 

A praça é enorme e muito bonita, infelizmente das duas vezes que lá estive, foi ao fim do dia quando  já estava completamente na sombra , para além de que estava convertida em largo de feira de natal, um mar de bancas e de pessoas.

 

Piazza Novona

Roma, Itália

Dezembro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.. cada onda desse mar ....

Mar revolto na costa da Caparica

 

Cada centímetro dessas rochas
Cada onda desse mar
Reflecte o silêncio das palavras

E quando as palavras já não fazem sentido
Só nos resta olhar
Ou chorar.

Joaquim António

 

Retirado de aqui

 

Mar revolto na Costa da Caparica

Janeiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

Museu do Vaticano, pátio Interior

 

Museo do Vaticano

Museu do Vaticano

Museu do Vaticano

Museu do Vaticano

Museu do Vaticano

 

Museu do Vaticano

Roma, Itália

Dezembro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Saudade

Flores em Cabo Verde

 

Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz

 

Charles Chaplin

 

Praia, Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011

Zebras

Zebra

Zebra no Jardim Zoológico de Lisboa

Zebra

Zebra

Zebra

 

Zebras no Jardim Zoológico de lIsboa

 

Outubro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 23:11
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Menino do bairro negro

Meninos de cabo Verde

 

Olha o sol que vai nascendo 
Anda ver o mar 
Os meninos vão correndo 
Ver o sol chegar 

Menino sem condição 
Irmão de todos os nus 
Tira os olhos do chão 
Vem ver a luz 

Menino do mal trajar 
Um novo dia lá vem 
Só quem souber cantar 
Vira também 

Negro bairro negro 
Bairro negro 
Onde não há pão 
Não há sossego 

Menino pobre o teu lar 
Queira ou não queira o papão 
Há-de um dia cantar 
Esta canção 

Olha o sol que vai nascendo 
Anda ver o mar 
Os meninos vão correndo 
Ver o sol chegar 

Se até da gosto cantar 
Se toda a terra sorri 
Quem te não há-de amar 
Menino a ti 

Se não é fúria a razão 
Se toda a gente quiser 
Um dia hás-de aprender 
Haja o que houver 

Negro bairro negro 
Bairro negro 
Onde não há pão 
Não há sossego 

Menino pobre o teu lar 
Queira ou não queira o papão 
Há-de um dia cantar 
Esta canção

 

Zeca Afonso

Ouvir aqui

 

Algures numa praia na Ilha de Santiago

Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 13 de Fevereiro de 2011

Roma, Panteão de Agripa

Roma, panteão

Roma, Panteão de Agripa

Roma Panteão de agripa

Roma, Panteão de agripa

 

Panteão, situado em Roma, Itália, também conhecido como Panteão de Agripa, é o único edifício construído na época greco-romana que, actualmente, se encontra em perfeito estado de conservação. Desde que foi construído que se manteve em uso: primeiro como templo dedicado a todos os deuses do panteão romano (daí o seu nome) e, desde o século VII, como templo cristão. É famoso pela sua cúpula.

 

O Panteão original foi construído em 27 a.C., durante a República Romana, durante o terceiro consulado de Marco Vipsânio Agripa. Efectivamente, o seu nome está inscrito sobre o pórtico do edifício. Lê-se aí: M.AGRIPPA.L.F.COS.TERTIUM.FECIT, o que significa: "Construído por Marco Agripa, filho de Lúcio, pela terceira vez cônsul".

 

Roma, Itália

Dezembro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:06
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 12 de Fevereiro de 2011

Há um ano foi assim, Pôr do sol em Cabo Verde

Pôr do Sol em Cabo Verde

Pôr do sol em Cabo Verde

Pôr do sol em Cabo Verde

Pôr do Sol em Cabo verde

Pôr do Sol em Cabo Verde

 

Pôr do Sol em Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 22:07
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011

Roma: Ponte Vittorio Emanuel II

Ponte Vittorio Emanuel II

Ponte Vittorio Emanuel II

Ponte Vittorio Emanuel II

Ponte Vittorio Emanuel II

Ponte Vittorio Emanuel II

 

Roma, Dezembro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

O mar enrola na areia

O mar enrola na areia

 

O mar enrola na areia
ninguém sabe o que ele diz
bate na areia e desmaia
porque se sente feliz

 

o mar também é casado
o mar também tem mulher
é casado com areia
pode ve-la quando quer

 

o mar também é casado
o mar também tem filhinhos
e casado com areia
e seus filhos são os peixinhos

 

ó mar tú és um leão
a todos queres comer
não sei como os homens podem
as tuas ondas vencer

 

ó mar que não te derretes
navios qua não te partes
oó mar que não cumpristes
o que comigo trataste

 

ouvi cantar a sereia
no meio daquele mar
tantos navios se perdem
ao som daquele cantar

 

até o peixe do mar
depenica na baleia
nunca vi homem solteiro
procurar a mulher feia

 

Costa da Caparica,

Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Related Posts with Thumbnails

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

Também estou aqui: 

Olhares

Picasa Jorge Freitas Soares

Picasa Momentos e olhares



First Class Radio 

.mais sobre mim

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quem cá vem



.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds