Quinta-feira, 31 de Março de 2011

O Renascer da natureza

O renascer da natureza

Renascer da natureza

Renascer da natureza

Renascer da natureza

O renascer da natureza

 

A natureza que renasce numa Primavera suave e colorida

Alviães, Oliveira de Azeméis

Março de 2011


publicado por Jorge Soares às 21:00
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Soneto da mulher inútil

Carnaval de Estarreja

 

soneto da mulher inutil

De tanta graça e de leveza tanta
Que quando sobre mim, como a teu jeito
Eu tão de leve sinto-te no peito
Que o meu próprio suspiro te levanta.

Tu, contra quem me esbato liquefeito
Rocha branca! brancura que me espanta
Brancos seios azuis, nívea garganta
Branco pássaro fiel com que me deito.

Mulher inútil, quando nas noturnas
Celebrações, náufrago em teus delírios
Tenho-te toda, branca, envolta em brumas.

São teus seios tão tristes como urnas
São teus braços tão finos como lírios
É teu corpo tão leve como plumas.

 

Vinícius de Moraes

 

Carnaval de Estarreja 2011

Março de 2011

Março de 2011


publicado por Jorge Soares às 12:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.. as coisas mais leves são as únicas que o vento não pode levar ....

Dente de leão

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento...

 

Mário Quintana

 

Recordações da Primavera passada

Dente de Leão em Setúbal

Maio de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Março de 2011

Flores de Pessegueiro

Flor de Pessegueiro

Flor de pessegueiro

Flor de Pessegueiro

Flor de Pessegueiro

Flor de Pessegueiro

 

Detalhes da Primavera, flores de pessegueiro no quintal da minha mãe

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:16
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Plante uma flor ....

Borboleta

 

"Não corra atrás das borboletas; plante uma flor em seu jardim e todas as borboletas virão até ela."

D. Elhers

 

Uma borboleta da Primavera passada.

Setúbal

Abril de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:38
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Março de 2011

Camélia

Camélia

 

Camélia no jardim de Serralves... estava à sombra, o dia estava nublado... e sabem uma coisa, eu não me dou bem com estas flores.. 

 

Jardins de Serralves, Porto

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Mas tu és de todos os ausentes o ausente

Eu e o mar

 


 Planicies de Silêncio 

 

Tendo-me despido de todos os meus mantos

Tendo-me separado de adivinhos mágicos e deuses

Para ficar sozinha ante o silêncio

 

Ante o silêncio e o esplendor da tua face

 

Mas tu és de todos os ausentes o ausente

 

Nem o teu ombro me apoia nem a tua mão me toca

 

O meu coração desce as escadas do tempo em que não moras

 

E o teu encontro

São planícies e planícies de silêncio

 

Escura é a noite

Escura e transparente

Mas o teu rosto está para além do tempo opaco

E eu não habito os jardins do teu silêncio

 

Porque tu és de todos os ausentes o ausente…

 

Sophia de Mello Breyner

 

Praia do Meco, Sesimbra,

Novembro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Março de 2011

Macros de outras primaveras menos envergonhadas

Abelha

Primavera

Abelha atarefada

Borboleta e flor de trevo

Primavera

 

Este ano temos uma Primavera envergonhada, dias cinzentos e chuva, nada que ver com a do ano passado, em que dos meus passeios pela serra no mês de Março já resultavam estas macros.... já curtiamos uns dias de sol não?

 

Setúbal

Março de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:10
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

No meu Prato que Mistura de Natureza!

Abelha na flor de dente de leão

 

No meu prato que mistura de Natureza! 
As minhas irmãs as plantas, 
As companheiras das fontes, as santas 
A quem ninguém reza... 
E cortam-as e vêm à nossa mesa 
E nos hotéis os hóspedes ruidosos, 
Que chegam com correias tendo mantas 
Pedem "Salada", descuidosos..., 
Sem pensar que exigem à Terra-Mãe 
A sua frescura e os seus filhos primeiros, 
As primeiras verdes palavras que ela tem, 
As primeiras cousas vivas e irisantes 
Que Noé viu 
Quando as águas desceram e o cimo dos montes 
Verde e alagado surgiu 
E no ar por onde a pomba apareceu 
O arco-íris se esbateu... 

Alberto Caeiro, in "O Guardador de Rebanhos - Poema XVII" 
Heterónimo de Fernando Pessoa

 

Uma abelha atarefada numa flor de dente de leão

Setúbal, Fvereiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 27 de Março de 2011

O navio

Navio No Sado

Navio no Rio Sado

Navio No Rio Sado com Troia ao Fundo

Navio No Rio Sado

 

Entrada de um navio no estuário do Sado num fim de tarde visto desde o parque Urbano de Albarquel

 

Setúbal, Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 15:46
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sábado, 26 de Março de 2011

Carnaval de Estarreja 2011: Rostos

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011

 

Rostos do Carnaval de Estarreja 2011

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:27
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Março de 2011

Jardim de Serralves

Jardim de Serralves

Jardim de Serralves

Jardim de Serralves

Jardim de Serralves

 

Jardim de Serralves

Porto, Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:33
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Era uma vez um sapato ....

Sapatos desencontrados

 

 

 

O sapato perfumado

 

Era uma vez um sapato

totalmente amalucado.

Seu esquisito costume

era usar um bom perfume.

Ele nunca passeava

sem estar bem asseado;

pra isso, sempre passava

perfume por todo lado,

bastando o seu couro inteiro

com fragrâncias do estrangeiro,

e na sola e no cadarço

espalhava água-de-cheiro.

Que eu me lembre se casou

(e que lindo par formou!)

com a meia do garçom,

a qual tinha, por seu lado,

o costume amalucado

de pintar-se com batom.

 

Ricardo da Cunha Lima

 

Em:  De cabeça para baixo, São Paulo, Cia das Letras: 2000

 

Carnaval de Estarreja 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Março de 2011

Margaridas do Cabo

Margarida do Cabo

Margarida do Cabo

Margarida do Cabo

Margarida do Cabo

 

Por norma utilizo a lente de 200 mm para as macros, mesmo quando como neste caso os objectos estão próximos, no Workshop do Gerês o José Romão ao ver a minha lente de 50 mm da Sony, falou-me de umas excelentes macros que tinha conseguido com uma lente destas. No outro dia no Portinho da Arrábida ao ver estas Margaridas do Cabo que estavam ali à mão de semear lembrei-me da conversa e decidi experimentar.... na tentativa de apanhar o máximo das pétalas nítidas, fui fechando o diafragma, o que fez perder uma parte do efeito macro, os fundos estão mais nítidos do que eu gostaria, mas não há dúvida que e tendo em conta que não há aqui Fotoshop e foi com a máquina na mão, esta lente dá uma excelente definição.

 

Portinho da Arrábida

Setúbal

Fevereiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 16:49
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Verde Gaio

O gaio

 

As penas do verde Gaio
São verde e amarelas 
Não me empurres que eu não caio
Que eu sou rijo das canelas
  
Verde Gaio é novo é novo
Veio à pouco a Portugal
Só me trouxe uma lourinha 
No laço do avental
  
Verde Gaio é meu é meu
Que me custa o meu dinheiro
Sete patacos e meio
Lá no Rio de Janeiro
  
Verde Gaio é tolo é tolo
É tolo que já namora 
Deixa pai deixa mãe
Deixa tudo e vai-se embora
 
Canção Popular

 

Tenho uma bela colecção de imagens deste bichinho..  que apanhei no Alentejo no Verão passado.. estão aqui

 

Parque de campismo de São Miguel

Odemira, Alentejo

Junho de 2010

Jorge Soares

 

 


publicado por Jorge Soares às 00:18
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Março de 2011

Margaridas amarelas

Margarida

Margarida

Flor

Margarida amarela

Amarelo

 

Margaridas amarelas, a primavera que se anuncia

Alviães, Oliveira de Azemeis

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:06
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Primavera época perfeita

Primavera

 

Primavera época perfeita
Se cuidarmos com prazer
Obteremos colheita
Se não começar a chover

Já semei as batatas
E as alfaces também 
As corguetes já lá estão.
Ervilhas trepadeiras
Acompanham o feijão.

Não ignoremos os bróculos
As favas e os alhos
Em inicío de plantação
Grande carga de trabalhos
E muitos calos na mão

Pepino e abóboras ainda nem ver
Tomates, pimentos e cebolo
Ainda não chegou a época de meter

Quero ver tudo a florir
Lá no pequeno quintal
Cada dia que lá passo
É um dia especial

Não tarda parece a Green Farm
Sem galinhas e sem patos
Que isto de dar de comer
Custa caro e não compensa
Animais - só para estimação
Nunca para os ver morrer

Segunda é dia de feira
Talvez vá lá vender?!
Pois se tudo produzir
Que posso eu fazer?!
Transformar-me em ovelha
E passar o dia todo a comer?!

 

Flor

 

Junho de 2010

Jorge Soares

 

26 de Jun de 2010, Câmara: SONY, DSLR-A350, ISO: 100, Exp.: 1/640 seg., Abertura: 6.3, Ext.: 200mm


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Março de 2011

Jardim de Serralves; A Pérgola

A Pérgola

A Pérgola

A Pérgola

 

Jardim de Serralves, Porto

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 20:48
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Mar

Mar

 

Mar

 

Tens sabor salgado mas és doce no sorrir

O teu cheiro convida-nos a abraçar-te

Beijas os pés a quem se aproxima

Acenas e cumprimentas com as tuas ondas

 

Choras as tuas revoltas em nossa direcção

Repousas o teu carinho em pequenas lagoas

Carregas em ti o peso da melancolia

Na tua solidão assobias de forma espiral

 

No teu interior todos os seres te obedecem

A tua beleza esconde mistérios por revelar

Os rios correm ávidos do teu abraço

E a Lua enamora-se por ti e ensina-te a tua direcção

 

Deixas que viagem sobre o teu colo

Vais aonde queres no ápice do teu desejo

Tens o poder de transformar o sonho em realidade

No lugar onde adormeces começa o nosso sonho

 

O vento é o teu mensageiro incondicional

Envias recados às nuvens

Os relâmpagos dançam contigo na noite

E de dia convidas o sol para caminhar contigo.

 

(In-perfeita)

 

O mar de Janeiro na Costa da Caparica...

Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Março de 2011

Detalhes da Primavera: Flores de ameixoeira

Flores de ameixoeira

Flor de ameixoeira

Flor de ameixoeira

Detalhes da Primavera, flor de ameixoeira

Flores de ameixoeira

 

Estas já tinham passado por aqui.. foi neste post, num dia sem sol e com algo de vento, afinal no dia a seguir estava sol.. a árvore continuava linda e carregada de flores.

 

Flores de Ameixoeira no quintal da minha mãe

Alviães, Oliveira de Azemeis

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:10
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Poema à Primavera

à Primavera, Miguel Torga

 

Poema à Primavera

 

Depois do Inverno, 
morte figurada, 
A primavera,
uma assunção de flores. 
A vida 
Renascida 
E celebrada 
Num festival de pétalas e cores. 


Miguel Torga

 

Alviães, Oliveira de Azemeis

Março de 2011


publicado por Jorge Soares às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 20 de Março de 2011

O renascer das pequenas coisas: Marmeleiro

Marmeleiro

Marmeleiro

Marmeleiro

Marmeleiro

Marmeleiro, renascer na Primavera

 

O despontar da Primavera, folhas de marmeleiro no quintal da minha mãe

Alviães, Oliveira de Azemeis

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 20:46
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Carnaval de Estarreja 2011: Laranja

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011 Carnaval de Estarreja 2011

 

Carnaval de Estarreja 2001

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 19 de Março de 2011

Oliveira de Azemeis

Oliveira de Azeméis

Oliveira de Azemeis

Oliveira de Azemeis

Oliveira de Azemeis

 

Rua António Alegria e Largo da Camâra Municipal.

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 16:27
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Março de 2011

Narcisos

Narcisos

Narcisos

Narcisos

Narcisos

 

Narcisos do quintal da minha mãe

Alviães, Oliveira de Azeméis

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:59
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Perspectiva

Jardins de Serralves, Porto

 

Perspectiva

 

Olho a sebe dos versos que plantei

Ao longo do caminho dos meus dias:

Tristezas e alegrias,

Enlaçadas

Como irmãs vegetais.

Silvas e alecrim...

O pior e o melhor que havia em mim

Num abraço de arbustos fraternais.

Nada quero mudar dessa harmonia

De argruras e doçuras misturadas.

Pasmo é de ver a estranha maravilha.

Poeta que partilha

O coração magoado

Por presentes e opostas emoções

Comtemplo , deslumbrado,

O renque de vivências do passado,

Longo poema sem contradições.

 

Miguel Torga

 

Jardins de Serralves

Porto, Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:13
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Março de 2011

A beleza das pequenas coisas, Margaridas

Margaridas

Margaridas , a beleza das pequenas coisas

Margaridas, o segredo das pequenas coisas

 

As pequenas flores estavam penduradas na parede de um velho muro, mesmo ao lado do portão de uma casa, o sol do fim de tarde incidia directamente sobre elas, a luz, o lugar, as pequenas flores,.. perfeito, troquei a lente para a de 200 e dispunha-me a disparar.. um grito devolveu-me ao mundo:

 

- O que é que está a fazer? está a tirar fotografias a quê?

 

Apanhei um susto tal que nem consegui dizer nada, fiquei a olhar para a idosa que rapidamente se dirigia a mim.

 

- Está a tirar a fotografias a quê, ao número da casa?

 

Só então reparei que o pequeno tufo de margaridas estava encostado ao número da casa.... e fez-se luz.

 

- Ao Número? não, às flores, estou a tirar fotografias às flores.

-Quais flores?

-As flores pequeninas que estão ali

-Às Flores?... mas isso tem alguma piada?

 

Esta ultima frase já foi com ar de gozo, para ela aquelas flores insignificantes não mereciam o meu tempo... eu fiquei de tal modo aparvalhado que só consegui tirar estas três e saí dali rapidamente... pena, porque a luz estava mesmo bonita.

 

Alviães, Palmaz, Oliveira de Azeméis

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:10
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|

Carnaval de Estarreja 2011: Verde Amarelo

Carnaval de Esyarreja

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011

Carnaval de Estarreja 2011 Carnaval de Estarreja 2011


Carnaval de Estarreja 2011

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Renova-te.

O renascer do marmeleiro

 

Renova-te.


Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica-se os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado, 
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro. Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo.

 

Cecília Meireles

 

Folhas de marmeleiro no inicio da Primavera.

Alviães, Oliveira de Azeméis

Março de 2011

Jorge Soares

 

6 de Mar de 2011, Câmara: SONY DSLR-A350, ISO: 100, Exp: 1/640 seg., Abert: 7.1, Ext. : 200mm, Flash: Não


publicado por Jorge Soares às 00:23
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Março de 2011

Flor de Macieira

Flor de macieira

Flor de macieira

Flor de macieira

Flor de Macieira

Macieira

 

Flor de Macieira

Alviães, Oliveira de Azemeis

Março de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:03
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Related Posts with Thumbnails

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

Também estou aqui: 

Olhares

Picasa Jorge Freitas Soares

Picasa Momentos e olhares



First Class Radio 

.mais sobre mim

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quem cá vem



.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds