Sábado, 31 de Dezembro de 2011

Natal em Viseu

 

Natal em Viseu

Natal em Viseu

Natal em Viseu

Natal em Viseu

Natal em Viseu

 

Viseu, Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011

Fogo de Artificio

 

Fogo de artificio

Fogo de Artificio

Fogo de artificio

Fogo de artificio

Fogo de Artificio

 

Tenho sempre imensa dificuldade em captar estes momentos.... estas são da última passagem de ano na doca dos Pescadores em Setúbal, no meio da multidão e com a máquina na mão... dizem que este ano a festa será de arromba... vamos ver o que sai.

 

Setúbal

Passagem de ano 2010-2011

 

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011

Verde

Natureza a Verde

Natureza a verde

Natureza a verde

Natureza a verde

 

A natureza a verde (Já soube.. mas não me consigo lembrar do nome destas pequenas belezas da natureza)

Portalegre

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011

Maracujá

Maracujá

Maracujá

Maracujá

´Maracujá, detalhes

Maracujá

 

Detalhes de uma planta de maracujá

Portalegre, Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 15:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Dezembro de 2011

Milho

Criança alimenta os pombos em Setúbal

Criança alimenta os pombos

Criança alimenta os pombos

Criança alimenta os pombos

Criança alimenta os pombos

 

Praça do Bocage, Setúbal

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:04
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011

El Condor passa

El Condor passa

El condor passa

El condor passa

El condor Passa

El condor passa

 

Praça do Bocage

Setúbal de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 12:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 25 de Dezembro de 2011

A Laurindinha ... ou, amigos para sempre

Amigos para sempre

amigos para sempre, bonecos de trapo

Amigos para sempre

Bonecos de trapo

 

Foi assim que a Laurindinha e o seu amigo passaram a noite de natal, à sua volta as crianças brincavam, os adolescentes lutavam por uma vaga no computador, os adultos viam televisão ou preparavam o jantar da noite de natal... a eles tudo lhes passou ao lado... afinal, era só mais uma noite à janela.

 

Portalegre, Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 12:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 24 de Dezembro de 2011

O presépio de lata

Presépio de lata

 

Três estrelas de alumínio
A luzir num céu de querosene
Um bêbedo julgando-se césar
Faz um discurso solene

Sombras chinesas nas ruas
Esmeram-se aranhas nas teias
Impacientam-se gazuas
Corre o cavalo nas veias

Há uma luz branca na barraca
Lá dentro uma sagrada família
À porta um velho pneu com terra
Onde cresce uma buganvília

É o presépio de lata
Jingle bells, jingle bells,

Oiçam um choro de criança
Será branca negra ou mulata
Toquem as trompas da esperança
E assentem bem qual a data

A lua leva a boa nova
Aos arrabaldes mais distantes
Avisa os pastores sem tecto
Tristes reis magos errantes
E vem um sol de chapa fina
Subindo a anunciar o dia
Dois anjinhos de cartolina
Vão cantando aleluia

É o presépio de lata
Jingle bells, jingle bells,

Nasceu enfim o menino
Foi posto aqui à falsa fé
A mãe deixou-o sozinho
E o pai não se sabe quem é

É o presépio de lata
Jingle bells, jingle bells

 

Rui Veloso

 

 

 
Os meus melhores desejos de um Feliz natal a todos
Dezembro de 2011
Jorge Soares

publicado por Jorge Soares às 17:28
link do post | comentar | favorito
|

Outro Natal

É natal

 

Outro natal,
Outra comprida noite
De consoada Fria,

Vazia,
Bonita só de ser imaginada.
Que fique dela, ao menos,
Mais um poema breve
Recitado Pela neve
A cair, ao de leve,
No telhado.
Miguel Torga

publicado por Jorge Soares às 10:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011

Outono no quintal

Outono no quintal, Laranja

A ultima Romã

Outono no quintal, flor de nêspera

Outono no quintal

Outono no quintal

 

Num dia muito frio do fim de Dezembro num quintal de Portalegre.

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

A pálida Luz da Manhã de Inverno

Inverno

 

A pálida Luz da Manhã de Inverno 

 

A pálida luz da manhã de inverno, 
O cais e a razão 
Não dão mais 'sperança, nem menos 'sperança sequer, 
Ao meu coração. 
O que tem que ser 
Será, quer eu queira que seja ou que não. 

No rumor do cais, no bulício do rio 
Na rua a acordar 
Não há mais sossego, nem menos sossego sequer, 
Para o meu 'sperar. 
O que tem que não ser 
Algures será, se o pensei; tudo mais é sonhar. 

 

Fernando Pessoa 

Poesias inéditas

 

Chegou o inverno

O Sado e o céu em Setúbal

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:38
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011

Detalhes do Outono, Cogumelos

 

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

 

Cogumelos dos pés das Oliveiras ...... serão comestiveis?

 

Portalegre

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:36
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Adeus ao Outono

Adeus ao Outono

 

Adeus

 

É um adeus ... 
Não vale a pena sofismar a hora! 
É tarde nos meus olhos e nos teus ... 
Agora, 
O remédio é partir discretamente, 
Sem palavras, 
Sem lágrimas, 
Sem gestos. 
De que servem lamentos e protestos 
Contra o destino? 
Cego assassino 
A que nenhum poder 
Limita a crueldade, 
Só o pode vencer a humanidade 
Da nossa lucidez desencantada. 
Antes da iniquidade Consumada, 
Um poema de líquido pudor, 
Um sorriso de amor, 
E mais nada

 

Miguel Torga

 

Uma solitária folha de cerejeira que resistiu mesmo até aos últimos dias do Outono.

Portalegre

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

Setúbal mais bonita: Alma de Pássaro 2

Setúbal mais bonita : O Pássaro

O Pássaro, Setúbal mais bonita

Setúbal mais bonita, garras

Setúbal mais bonita

 

Setúbal

Dezebro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

A última pétala das rosas do Outono

Pétalas de inverno

 

Pétala Dobrada para Trás da Rosa 


 

 

Pétala dobrada para trás da rosa que outros dizem de veludo. 
Apanho-te do chão e, de perto, contemplo-te de longe. 

Não há rosas no meu quintal: que vento te trouxe? 
Mas chego de longe de repente. Estive doente um momento. 
Nenhum vento te trouxe agora. 
Agora estás aqui. 
O que foste não és tu, se não toda a rosa estava aqui. 

Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos" 
Heterónimo de Fernando Pessoa

 

 

A última pétala de uma rosa do Outono

Setúbal

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011

Natal Home made

Natal Homemade

 

O Natal é quando a malta quiser... o nosso começou no Sábado passado... um natal à maneira, com convivio em família, comida, bebída, doces natalicios e crianças felizes...e adaptado aos tempos correntes, com (quase) todas as prendas feitas em casa... até as muito natalícias e perfeitas bolas foram feitas à mão... (eu prometo que para a próxima as viro para mim)

 

Bom natal para todos os visitantes deste meu espaço, que 2012 seja.... o melhor possível e por favor, sejam felizes.

 

Portalegre

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

São Figos... e em Dezembro estão verdes

Figos

Figos

Figos

 

Em pleno mês de Dezembro, na serra da Arrábida a figueira não tem uma única folha.... mas tem figos... verdes, mas são figos.

 

Vale dos Barris, Serrá da Arrábida, Palmela, Setúbal

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 20:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Setúbal mais bonita: Alma de Pássaro

Alma de pássaro, Setúbal mais bonita

 

Quero ter alma e asas de pássaro
um coração de leão maior que o mundo,
quebrar a gaiola, deixar de ser Quasimudo,
alimentar os sonhos, semear a vida,
resgatar a esperança perdida
no limbo da minha eterna covardia,
fazer o ninho no aconchego do teu corpo.

 

Miguel 

 

Nas paredes de um velho edíficio da Avenida 5 de Outubro em Setúbal ... na realidade não sei se faz parte do programa Setúbal mais bonita... mas é um trabalho cheio de arte.

 

Setúbal, Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011

Dias de Outono 2

Dias de Outono

 

Repara que o outono é mais estação da alma do que da natureza.

Nietzsche

 

Fim do dia em Lisboa

Novembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Dias de Outono

Dias de Outono

 

No Ciclo Eterno

No ciclo eterno das mudáveis coisas 
Novo inverno após novo outono volve 
À diferente terra 
Com a mesma maneira. 
Porém a mim nem me acha diferente 
Nem diferente deixa-me, fechado 
Na clausura maligna 
Da índole indecisa. 
Presa da pálida fatalidade 
De não mudar-me, me infiel renovo 
Aos propósitos mudos 
Morituros e infindos.

 

 

Ricardo Reis 

 

 

Fim de uma tarde de Outono na Serra da Arrábida

Setúbal, Novembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 18 de Dezembro de 2011

Palácio de Monserrate, Interior

Palácio de Monserrate, Sintra

Palácio de Monserrate

Palácio de Monserrate, Sintra

Palácio de Monserrate, Sintra

Detalhes do Palácio de Monserrate

 

Interior do Palácio de Monserrate

Sintra

Novembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:50
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 17 de Dezembro de 2011

Palácio de Monserrate

Palácio de Monserrate, Sintra

Palácio de Monserrate

Palácio de Monserrate

Palácio de Monserrate

´Palácio de Monserrate

 

Detalhes do Palácio de Monserrate

Sintra, Novembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 11:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011

As cores do Outono

Outono no Jardim

Outono

Outono

Outono

Outono

 

Setúbal

Outono 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

Momentos

Momentos

Momentos

Momentos

Momentos

Momentos

 

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 20:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

De un desierto desértico, a un desierto poblado.

Ningun ser humanos es ilegal

 

Camina hacia ningún sitio
De un desierto desértico,
a un desierto poblado.

 

Camina solo, paso firme
dejó atrás las fronteras
o eso dice.

Las señoras se agarran el bolso,
los niños se cruzan de acera,
los policias le miran con tono de sospecha.

Es diferente, lo sabe.
Es diferente, lo intuye.
No es como todos, lo siente.

No vino en autobus,
no vino en primera clase,
nadie le llevo las maletas.

Nadie le revisó el asiento, pero asiente cuando le llaman, extranjero.

 

David MRKZ 

Retirado de Poesia sin papeles 

 

Num dos Grafittis de Setúbal mais bonita

Novembro de 2011

Jorge Soares 


publicado por Jorge Soares às 00:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

O banho do pato

O banho do apto

 

O banho do pato laranja

Setúbal, Novembro de 2011


publicado por Jorge Soares às 19:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Não: Devagar

Não: Devagar

 

Não: Devagar

 

Não: devagar. 
Devagar, porque não sei 
Onde quero ir. 
Há entre mim e os meus passos 
Uma divergência instintiva. 
Há entre quem sou e estou 
Uma diferença de verbo 
Que corresponde à realidade. 

Devagar... 
Sim, devagar... 
Quero pensar no que quer dizer 
Este devagar... 
Talvez o mundo exterior tenha pressa demais. 
Talvez a alma vulgar queira chegar mais cedo. 
Talvez a impressão dos momentos seja muito próxima... 

Talvez isso tudo... 
Mas o que me preocupa é esta palavra devagar... 
O que é que tem que ser devagar? 
Se calhar é o universo... 
A verdade manda Deus que se diga. 
Mas ouviu alguém isso a Deus? 

Álvaro de Campos, in "Poemas" 
Heterónimo de Fernando Pessoa

 

Jardim da Algodeia

Setúbal, Novembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011

De volta ao pato laranja ... acção!

Pato Laramja

Pato laranja

Pato Laranja

Pato LaranjaPato Laranja

 

Será a pilhas?

 

Jardim do Bonfim

Setúbal, Novembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

As palavras fazem sentido

As palavras fazem sentido...a vida pro vezes faz sentido

 

«As palavras fazem
sentido (o tempo que levei até descobrir isto!),
um sentido justo,
feito de mais palavras.
(A impossibilidade de falar
e de ficar calado
não pode parar de falar,
escrevi eu ou outro).


Volto a casa.
ao princípio,
provavelmente um pouco mais velho.
As mesmas árvores,
mais velhas
a lembrança delas
passando sem tempo nos meus olhos,
como uma ideia feita ou um sentimento.


Entre o que regressa
e o que partiu um dia
ficaram palavras;


talvez (quem sabe?)
algum sentido.


Agora, como um intruso, subo as
escadas e abro a porta; e entro, vivo,
para fora de alguma coisa morta.


Senta-te aqui, fala comigo,
faz sentido
e totalidade à minha volta!»


Manuel António Pina in Poesia Reunida, pag.205, Assírio e Alvim, 2001

 

 

Há alturas em que a vida faz sentido ... outras nem tanto.

Doca dos pescadores

Setúbal, Novembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011

O cisne curioso

Cisne

Cisne

Cisne

Cisne

Cisne

 

O cisne

Jardim do Bonfim,

Setúbal, Novembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Related Posts with Thumbnails

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

Também estou aqui: 

Olhares

Picasa Jorge Freitas Soares

Picasa Momentos e olhares



First Class Radio 

.mais sobre mim

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quem cá vem



.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds