Quinta-feira, 20 de Junho de 2013

Mãe, olha o passarinho!

Olha o passarinho

 

Palácio nacional da Ajuda

Junho de 2013

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 18 de Junho de 2013

Apressada

Apressada

 

Palácio da Ajuda

Lisboa, Junho de 2013

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:33
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 9 de Março de 2013

O que todos os pais pensam

Eu não acredito em deus

O que todos os pais pensam

 

não acredito em deus

eu dizia nas solidões

não acredito em nada

 

as pedras ainda são as pedras entretanto

o céu ainda empurra nuvem depois de nuvem

chove e nos janeiros é ruim dormir porque o calor tem asas de mosquito

deus não está me observando e nem vai me punir porque não acredito

 

as lágrimas ainda lavam as mais belas bochechas

assim como lavam também as faces feias

os rostos dos condenados a passar anos na cadeia

as mãos despretensiosas dos trabalhadores indonésios

os lenços de papel burgueses

eu choro por uma porção de razões minhas

lágrimas amigas choram seus motivos (às vezes eu sou o motivo)

deus não faz nada para enxugá-las

deus não sabe nada sobre as alegrias e as tristezas

deus não sabe nada sobre o meu menino

 

meu menino vai ter suas cantoras preferidas e vai se apaixonar por elas e pelas mulheres que as canções de suas cantoras o lembrarem

vai chorar desesperado algumas vezes na vida e eu não vou poder fazer muita coisa

além de dizer que isso passa e que as garotas sempre nos fazem chorar

e que nem é bom ouvir certas canções em certas datas

mas que elas nos fazem muito bem também

e que quando elas estiverem tristes vai ser bom poderem contar com ele

porque ele será um bom rapaz

não só um belo homem mas um bom rapaz

 

(considerando que ele vá gostar de garotas

se ele gostar de rapazes as coisas não serão muito diferentes)

 

mas 

antes disso

meu menino vai ter de aprender a andar

e é muito bonito ver o esforço dos primeiros passos

e as suas gargalhadas pelas menores coisas de seu pequeno universo

(as coisas abstratas ele só vai entender 

quando já houver chorado por coisas abstratas)

 

deus não sabe que meu menino ainda não sabe andar

deus não sabe que meu menino tem muita sorte e muitos amores e uns quantos pares de olhos e mãos e pés para cuidar dele bem melhor que eu

e ainda que tudo corra bem

todos vão pensar ter feito algo errado

 

desconsiderando deus

todos os pais pensam

 

V.

Retirado de Samizdat 

 

Setúbal, Fevereiro de 2013

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 20:37
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Março de 2013

Uma criança que lê ...

uma criança que lê

 

... será um adulto que pensa.

 

A julgar por tudo o que esta lê... será de certeza uma grande pensadora no futuro

 

Algures nas Astúrias

Agosto de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 08:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2012

De criança poeta e louco ...

De criança poeta e louco, todos temos um pouco

 

..... todos temos um pouco

 

Eles eram 3, a mais pequena andava por ali e imagino que o papagaio fosse seu, mas não me recordo de a ver pegar na corda, vi sim uma mãe muito divertida talvez a reviver momentos de outros tempos, ser criança é a coisa mais bonita que existe... e voltar a ser criança nem que seja por breves momentos é sempre uma enorme alegria.

 

Parque Urbano de Albarquel

Setúbal

Outubro de 2012

Jorge Soares

 

PS: Eu sei a focagem não era bem a que ficou... mas adoro esta fotografia na mesma


publicado por Jorge Soares às 23:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 6 de Novembro de 2012

Para um tempo que fica Doendo por dentro

Praia de Kebra Kanela

 

 Canção do Tempo

 

Para um tempo que fica
Doendo por dentro
E passa por fora
Para o tempo do vento
Que é o contratempo
Da nossa demora
Passam dias e noites
Os meses...os anos
O segundo e a hora
E ao tempo presente
É que a gente pergunta
E agora...e agora

 

Tempo
Para pensar cada momento deste tempo
Que cada dia é mais profundo e é mais tempo
Para emendar pois outro tempo menos lento


Tempo
Dos nossos filhos apredenderem com mais tempo
A rapidez que apanha sempre o pensamento
Para nascer, para viver, para existir
E nunca mais verem o tempo fugir

Ai...o tempo constante
Que a cada instante
Nos passa por fora
Este tempo candente
Que é como um cometa
Com laivos de aurora
É o tempo de hoje
É o tempo de ontem
É o tempo de outrora
Mas o tempo da gente
É o tempo presente
É agora...é agora

 

Tempo
Para agarrar cada momento deste tempo
E terminar em absoluto ao mesmo tempo
Em temporal como os ponteiros do minuto


Tempo
Para o relogio bater certo com a vida
Que um homem bom que um homem sao que um homem forte
Que nao chegava a conseguir fazer partida
E que desperta adiantado para a morte

 

Ary Dos Santos 

 

Uma criança brinca na areia na Praia de Kebra Kanela

Cidade da Praia, Cabo Verde

Novembro de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Outubro de 2012

Sinto falta de Lugares que não conheci

Voar papagaios

 

 

PEDAÇOS DE MIM

Eu sou feito de
Sonhos interrompidos
detalhes despercebidos
amores mal resolvidos

Sou feito de
Choros sem ter razão
pessoas no coração
atos por impulsão

Sinto falta de
Lugares que não conheci
experiências que não vivi
momentos que já esqueci

Eu sou
Amor e carinho constante
distraída até o bastante
não paro por instante


Tive noites mal dormidas
perdi pessoas muito queridas
cumpri coisas não-prometidas

Muitas vezes eu
Desisti sem mesmo tentar
pensei em fugir,para não enfrentar
sorri para não chorar

Eu sinto pelas
Coisas que não mudei
amizades que não cultivei
aqueles que eu julguei
coisas que eu falei

Tenho saudade
De pessoas que fui conhecendo
lembranças que fui esquecendo
amigos que acabei perdendo
Mas continuo vivendo e aprendendo.

 

Martha Medeiros 


 

Fim de uma tarde de Outono no Parque Urbano de Albarquel

Setúbal, Outubro de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2012

os instantes que não vivi junto ao mar

Junto ao mar

 

Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto ao mar.

- Sophia de Mello Breyner Andresen




publicado por Jorge Soares às 00:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Setembro de 2012

Eu consigo!

O mundo ao contrário

Eu consigo

Eu consigo

Eu Consigo

 

Eu consigo, vão ver que eu consigo mesmo.

 

Algures numa praia das Astúrias

Agosto de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 22:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2012

... amor no coração e um sorriso nos lábios

Sorriso

 

Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e um sorriso nos lábios.

Martin Luther King 


Oliva

Valencia, espanha, Agosto de 2009

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 5 de Agosto de 2012

... amando-a!

Ser feliz 

 

Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a.

Johann Goethe



Troia

Setembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:41
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Abril de 2012

A vida é maravilhosa

viver a vida

 

A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.

Charles Chaplin

 

 

-Qué molhá os pés

-Tu és doida, a água está gelada

-qué molhá os pés!

-mas tu não vês que a água está muito fria?

-qué molhá os pés!

-pronto, está bem, molha lá os pés.

-Depois qué fazê escalada

 

No Rio Vizela

Aldeia do Pontido

Fafe, Guimarães

Abril de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:48
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Março de 2012

De que cor são as tuas emoções?

Viver

 

De que cor são as tuas emoções?

 

De que cor é o medo,

preto como um mistério não desvendado.

 

De que cor é a tristeza,

sépia como um quadro esquecido.

 

De que cor é a vingança,

vermelho como uma rosa com picos.

 

De que cor é a ambição,

amarelo com o sol de todos os dias.

 

De que cor é a maldade,

cinzento como um pássaro já sem vida.

 

De que cor é a dor,

transparente como uma lágrima derramada.

 

De que cor é o desejo,

lilás como uma flor delicada.

 

De que cor é o meu sentimento maior,

castanho como um forte tronco de árvore.

 

De que cor são os meus sonhos,

azuis como um oceano sem fim.

                     

Raquel Soares 

 

Setúbal, Marçode 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:11
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012

Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a.

Caminhos

 

Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a.

Johann Goethe

 

 

 

Setúbal, Janeiro de 2012

Jorge Soares

 


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

O brilho dos olhos

‎

 

‎"Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra."
Bob Marley


publicado por Jorge Soares às 15:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012

Ding - dong, a vaca da Rua Augusta tem um chocalho!

A vaca da Rua Augusta tem um chocalho ....

 

Primeiro chegou-se lá a medo, que apesar de estar só com a cabeça de fora da montra, o bicho era grande..depois descobriu que o chocalho era real e fazia um barulho engraçado... depois foi o cabo dos trabalhos para a tirar dali e durante um bom bocado ouviu-se Ding-Dong Ding-Dong Ding-Dong Ding-Dong .. para gáudio dela, dos empregados da loja  e de quem por ali passava.

 

Rua Augusta, Lisboa

Janeiro de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

..e uma guitarra na mão

Os putos

 

Tenho uma página em branco

e uma guitarra na mão

ando nisto há quatro dias

e não me sai  a canção

 

 

Jorge Palma

Ouvir:

 

 
Jardim da Algodeia, Setúbal
Dezembro de 2011
Jorge Soares

publicado por Jorge Soares às 00:33
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Dezembro de 2011

Milho

Criança alimenta os pombos em Setúbal

Criança alimenta os pombos

Criança alimenta os pombos

Criança alimenta os pombos

Criança alimenta os pombos

 

Praça do Bocage, Setúbal

Dezembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:04
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Novembro de 2011

No Creiro à procura da areia perdida

Praia do Creiro

Praia do creiro sem areia

Praia do Creiro

Praia do creiro sem areia, Setúbal

Praia do Creiro

 

Praia do Creiro, no parque nacional da Arrábida

Portinho da Arrábida, Setúbal, Maio de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Novembro de 2011

Caminha na vida com confiança

O desafio

 

CONFIANÇA

 

Caminha no futuro com esperança

Porque o mundo é composto de mudança.

Acaba com os velhos hábitos

Foge à rotina do dia-a-dia

Sempre com Fé num mundo melhor.

 

Sente o amor com confiança.

Deixa-te levar pela emoção

Vai onde te leva o coração

Deixa o brilho no olhar.

Aprecia a  beleza da vida.

 

Caminha na vida com confiança

Vai atrás de um sonho.

Porque o sonho comanda a vida.

A vida é o nosso fado

O fado somos nós

Quando temos a alma na voz.

 

Carlos Alberto Borges

de aqui 

 

No Jardim da Algodeia, Setúbal

Outubro de 2011

Jorge Soares

 


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

Radical com Rodinhas ....

Radical com Rodinhas

 

De pequenino 
de muito pequenino 
se torce o destino 
se torce o destino.

 

Primeiro sem saber porquê 
e depois com um quê 
de quem já sabe de saber mudar 
de quem já sabe de saber fazer 
uma outra terra no mesmo lugar 
um lugar feito para a gente viver 
e mesmo que seja longo 
mesmo que vá demorar

 

De pequenino 
de muito pequenino 
se torce o destino 
se torce o destino.

 

Sérgio Godinho

 

Parque dos skates, Parque das Nações, Lisboa

Setembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Outubro de 2011

Quando eu for grande ......

de pequenino ....

 

... não vou gostar de olhar para esta fotografia... mas naquele dia achei girissimo ir copiando as poses de todas as estátuas 

 

Quintos dos Lóridos, Bombarral

Setembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

Ternura

Ternura

 

"Quando vejo uma criança, ela inspira-me dois sentimentos: ternura, pelo que é, e respeito pelo que pode vir a ser."

 

Louis Pasteur

 

Montemor o Novo, Alentejo

Setembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Outubro de 2011

Tu…, és vislumbre do que outrora fui.

Menina sentada na calçada

 

Tu…, és 
vislumbre 
do que outrora fui.

Arrebatas a alma
lavada
em água de rosas
banhada na fonte 
donde bebes 
inspiração para sempre.

Flores jubilam 
florescem
orvalhadas por gotículas
quando salpicas alegria 
nas horas 
em que te divertes.

 

Lagoa Azul 

 

Óbidos

Setembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Outubro de 2011

A menina dança?

a menina de amarelo

 

Sim, e também encanta!

 

"Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade."

 

Georges Bernanos

 

 

Fim de tarde em Troia, Setúbal

Outubro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 11 de Outubro de 2011

As palavras fazem sentido

As palavras fazem sentido

 

«As palavras fazem

sentido (o tempo que levei até descobrir isto!),

um sentido justo,

feito de mais palavras.

(A impossibilidade de falar

e de ficar calado

não pode parar de falar,

escrevi eu ou outro).

 

Volto a casa.

ao princípio,

provavelmente um pouco mais velho.

As mesmas árvores,

mais velhas

a lembrança delas

passando sem tempo nos meus olhos,

como uma ideia feita ou um sentimento.

 

Entre o que regressa

e o que partiu um dia

ficaram palavras;

 

talvez (quem sabe?)

algum sentido.

Agora, como um intruso, subo as

escadas e abro a porta; e entro, vivo,

para fora de alguma coisa morta.

Senta-te aqui, fala comigo,

faz sentido

e totalidade à minha volta!»

 

Manuel António Pina in Poesia Reunida

 

Fim de tarde em Troia,Troia, Setúbal

Setembro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Sexta-feira, 2 de Setembro de 2011

E à força de sorrir, de me encantar ...

Encantamento

 

Encantamento

 

Quantas vezes, ficava a olhar, a olhar 
A tua dôce e angelica Figura, 
Esquecido, embebido num luar, 
Num enlêvo perfeito e graça pura! 

E à força de sorrir, de me encantar, 
Deante de ti, mimosa Creatura, 
Suavemente sentia-me apagar... 
E eu era sombra apenas e ternura. 

Que inocencia! que aurora! que alegria! 
Tua figura de Anjo radiava! 
Sob os teus pés a terra florescia, 

E até meu proprio espirito cantava! 
Nessas horas divinas, quem diria 
A sorte que já Deus te destinava! 

Teixeira de Pascoaes, in 'Elegias'

 

Praia da Roca, Castanheira de Pêra

Junho de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito (1)
|
Sábado, 20 de Agosto de 2011

Ternura

Ternura

 

Abril de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Abril de 2011

Porque não sorris à vida menino negro?

Porque não sorris à vida menino negro?

 

Menino Negro

 

Porque não sorris
À vida,
Menino negro?!

Ela espera por ti
E quer dar-te,
Comovida,
O melhor que ela tem:
O Amor,
A Esperança,
Serão a tua herança
Neste mundo de dores.

Sorri à vida,
Menino negro,
Sorri à Vida!
Ela espera por ti.

Nos teus olhos,
Que a noite inveja,
Nascem estrelas
De mil cores
Em arco-íris de Alegria
E de Bonança...

Menino negro,
Sorri à vida!
Ela espera por ti
E não se cansa
De esperar por ti
Cada dia...


in POEMAS DE UMA VIDA

Maria Rita Valente-Perfeito

 

Retirado de Sorrisos sem Cor

Cabo Verde 

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 15:39
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2011

Quando eu for grande .....

Quando eu for grande

 

... também vou conseguir fazer essas coisas... agora, querem sair de aí para eu poder passar... ou tenho que vos enxotar com o pau?

 

 

Manhã de Domingo na Costa da Caparica

Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:22
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Related Posts with Thumbnails

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

Também estou aqui: 

Olhares

Picasa Jorge Freitas Soares

Picasa Momentos e olhares



First Class Radio 

.mais sobre mim

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quem cá vem



.mais comentados

11 comentários
11 comentários
8 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds