Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014

Cada face é um milagre

Cada face é um Milagr3

 

 

Cada face é um milagre 

A criança negra, com pele negra, com olhos negros 
Cabelos crespos ou cacheados é uma criança. 

A criança branca, com pele rosada, com olhos azuis ou verdes 
Cabelos loiros e reto, é uma criança. 

Um ou outro, preto e branco, tem o mesmo sorriso 
Quando uma mão acariciar seu rosto, 
quando o olhamos com amor 
E lhe fala com ternura. 

Eles farão as mesmas lágrimas, se eles estão chateados, 
Se você machucá-los. 

Não há duas faces absolutamente idênticos 
Cada face é um milagre, porque é único. 

Duas faces pode assemelhar-se 
Mas nunca vai ser a mesma coisa. 
A vida é mesmo esse milagre. 
Este movimento constante e em movimento 
E nunca reproduziu o mesmo rosto. 

Viver juntos é uma aventura onde o amor, 
A amizade é um belo encontro com o que não é comigo, 
Que é sempre diferente de mim e me enriquece. 

Tahar Ben Jelloun 
Mots et merveilles
*MFC

 

 

Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 20:13
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 29 de Janeiro de 2013

Na rede

Na Rede

Na rede

Na rede

 

Parque urbano de Albarquel

Setúbal, Janeiro de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 20:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2013

A ver o mundo

A olhar para o mundo

 

O meu olhar é nítido como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de vez em quando olhando para trás…
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem…
Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras…
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo…
Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo.
Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender…
O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo…
Eu não tenho filosofia; tenho sentidos…
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar…
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar…
Alberto Caeiro, em “O Guardador de Rebanhos”

 

Sotelha, Sabugal

Dezembro de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:48
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012

O segredo da Felicidade

alegria

 

Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.

Georges Bernanos



Serra da Estrela, Dezembro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 6 de Novembro de 2012

Na idade da alegria... brincar

Brincar

Brincar

Brincar

Brincar

Brincar

 

Jardim do Bonfim

Outubro de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:37
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2012

...envelhecemos porque paramos de brincar

nadar 

 

Nós não paramos de brincar porque envelhecemos, 
mas envelhecemos porque paramos de brincar.

 

Oliver Wendell Holmes 


Crianças brincam na água na praia fluvial da Fróia

Proença a Nova

Julho de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 14:40
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 22 de Julho de 2012

... e não deixem nada por dizer, nada por fazer

Irmãos

 

Aproveitem a vida e ajudem-se uns aos outros. Apreciem cada momento. Agradeçam e não deixem nada por dizer, nada por fazer

António Feio 

 

Praia Fluvial da Aldeia Ruíva

Proença a Nova

Julho de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 13:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Junho de 2012

... na beleza de seus sonhos.

O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos

 

O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos.

Elleanor Roosevelt

 

Num dia de Primavera algures no sopé da Serra da Arrábida

Setúbal, Maio de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Maio de 2012

O Cisne Negro ...

O Cisne Negro

O Ganso

O Ganso

 

Jardim do Bonfim

Setúbal, Maio de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:39
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 19 de Fevereiro de 2012

Perspectiva

Perspectiva

 

Os sentimentos permitem-me ter uma maior perspectiva do mundo.

Elin Casqueira

 

 

Terreiro do paço, Lisboa

Janeiro de 2012


publicado por Jorge Soares às 17:47
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012

Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a.

Caminhos

 

Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a.

Johann Goethe

 

 

 

Setúbal, Janeiro de 2012

Jorge Soares

 


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

No jardim Infantil

O Jardim

O Jardim infantil

O Jardim infantil

O Jardim infantil

 

Jardim do Bonfim

Janeiro de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:06
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 29 de Janeiro de 2012

tempo de brincar

Tempo de brincar

Tempo de brincar

Tempo de brincar

Tempo de brincar

Tempo de brincar

 

O tempo para brincar nunca é suficiente nem nunca está demais

 

Setúbal, Janeiro de 2011


publicado por Jorge Soares às 19:13
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012

Momentos

Momentos doces

Momentos

Momentos

Momentos

Momentos

Momentos

 

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Novembro de 2011

No Creiro à procura da areia perdida

Praia do Creiro

Praia do creiro sem areia

Praia do Creiro

Praia do creiro sem areia, Setúbal

Praia do Creiro

 

Praia do Creiro, no parque nacional da Arrábida

Portinho da Arrábida, Setúbal, Maio de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 1 de Novembro de 2011

Setúbal: Os dias do Jardim da Algodeia 3

Bicicleta no jardim Infantil

No Jardim Infantil

No Jardim Infantil

No Jardim Infantil, Algodeia

No Parque infantil

 

Jardim da Algodeia, Setúbal

Outubro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 12:30
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Julho de 2011

De partida

Amigas sentadas

Sentadas

Sentar ou levantar?

A Espera

 

Praia das Rocas, Castanheira de pêra

Junho de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:36
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Amigas

Amigas

 

as meninas

as minhas filhas nadam. a mais nova 
leva nos braços bóias pequeninas, 
a outra dá um salto e põe à prova 
o corpo esguio, as longas pernas finas: 

entre risadas como serpentinas, 
vai como a formosinha numa trova, 
salta a pés juntos, dedos nas narinas, 
e emerge ao sol que o seu cabelo escova. 

a água tem a pele azul-turquesa 
e brilhos e salpicos, e mergulham 
feitas pura alegria incandescente. 

e ficam, de ternura e de surpresa, 
nas toalhas de cor em que se embrulham, 
ninfinhas sobre a relva, de repente. 

Vasco Graça Moura, in "Antologia dos Sessenta Anos"

 

 

Praia das Rocas, Castanheira de Pêra

Junho de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:32
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Junho de 2011

- Sossego, só sossego -

Borboleta no tronco

 

 

Aqui onde se espera 
- Sossego, só sossego - 
Isso que outrora era, 


Fernando Pessoa, in 'Cancioneiro'

 

Íamos pela estrada, eu vi-a chegar e pousar ali no tronco a uns 2 metros de mim, precisamente onde a luz do sol incidia perfeita entre as sombras. Com muito cuidado tirei a máquina da mochila, troquei a lente e dispunha-me a tirar mais uma boa série de fotografias .... não reparei que atrás de mim vinha um dos miúdos que com toda a estrada só para ele, decidiu passar, indiferente a mim, à máquina e à borboleta, precisamente pelo espaço que me separava do tronco... vi que se aproximava e  não consegui falar, qualquer movimento brusco para o deter faria com que ela voasse ... ele passou, a borboleta voou ... e eu fiquei a olhar para o tronco vazio.

 

Não consegui descobrir o nome do bichinho

 

Poço Corga, Castanheira de Pêra

Junho de 2011


publicado por Jorge Soares às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Junho de 2011

O dia das outras crianças

Crianças de Cabo verde

Crianças na escola em Cabo Verde

Crianças de Cabo Verde

Crianças

Crianças

 

Por vezes esquecemos o motivo pelo que há um dia da criança, esquecemos que não é o dia das prendas dos nossos filhos, não é o dia das festas nas escolas, não é mais um dia para dar coisas às crianças que já tem tudo.. é um dia que deveria servir para nos lembrarmos que ainda há muitas crianças que não tem nada, muitas crianças que não  olham para o mundo como nós olhamos, ainda há crianças que pouco ou nada tem.

 

Crianças em cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:59
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Abril de 2011

Porque não sorris à vida menino negro?

Porque não sorris à vida menino negro?

 

Menino Negro

 

Porque não sorris
À vida,
Menino negro?!

Ela espera por ti
E quer dar-te,
Comovida,
O melhor que ela tem:
O Amor,
A Esperança,
Serão a tua herança
Neste mundo de dores.

Sorri à vida,
Menino negro,
Sorri à Vida!
Ela espera por ti.

Nos teus olhos,
Que a noite inveja,
Nascem estrelas
De mil cores
Em arco-íris de Alegria
E de Bonança...

Menino negro,
Sorri à vida!
Ela espera por ti
E não se cansa
De esperar por ti
Cada dia...


in POEMAS DE UMA VIDA

Maria Rita Valente-Perfeito

 

Retirado de Sorrisos sem Cor

Cabo Verde 

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 15:39
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

Amigo é ...

Irmãos.. amigos

 

Pode ser que um dia deixemos de nos falar... 
Mas, enquanto houver amizade, 
Faremos as pazes de novo. 

Pode ser que um dia o tempo passe... 
Mas, se a amizade permanecer, 
Um de outro se há-de lembrar. 

Pode ser que um dia nos afastemos... 
Mas, se formos amigos de verdade, 
A amizade nos reaproximará. 

Pode ser que um dia não mais existamos... 
Mas, se ainda sobrar amizade, 
Nasceremos de novo, um para o outro. 

Pode ser que um dia tudo acabe... 
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente, 
Cada vez de forma diferente. 
Sendo único e inesquecível cada momento 
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre. 

Há duas formas para viver a sua vida: 
Uma é acreditar que não existe milagre. 
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

 

Albert Einstein

 

Zambujeira do mar, Alentejo

Abril de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Outubro de 2010

O Amor é ...

O amor é ...

 

Amor presta-se a múltiplos significados na língua portuguesa. Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atração, apetite, paixão, querer bem, satisfação, conquista, desejo, libido, etc. O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral, a formação de um vínculo emocional com alguém, ou com algum objeto que seja capaz de receber este comportamento amoroso e alimentar as estimulações sensoriais e psicológicas necessárias para a sua manutenção e motivação.

 

Fonte Wikquote

 

Zambujeira do Mar, Odemira,Alentejo

Abril de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 23:41
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Setembro de 2010

Para a posteridade

Crianças

Quando eles forem grandes não recordarão este momento, talvez um dia um deles abra uma gaveta e se encontre num rectângulo de papel... e sentirá saudades, porque só se vive uma vez e não há volta atrás.
Parque das Nações, Lisboa
Agosto de 2010
Jorge Soares

publicado por Jorge Soares às 08:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 12 de Setembro de 2010

Ser Criança

 

 

Ser criança

 

Ser criança

 

Ser criança

é ter esperança

 

É ter a alegria

de viver o mundo.

 

É ter uma chave

uma chave para o futuro.

É viver no mundo de imaginação.

É encarar o mundo,

é tê-los nas mãos.

 

É olhar o mundo

de maneira diferente.

É sonhar é viver ,

É ser diferente.

 

Raquel Soares

10 anos

Retirado de aqui

 

Praia do Carvalhal, Grândola, Setúbal

Julho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:09
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 31 de Agosto de 2010

Detalhes de Verão: Brincar na rua

Brincar na rua

 

Criança brinca na rua

Julho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 1 de Agosto de 2010

Liberdade

Crianças brincam na praia de Albarquel

Crianças brincam na praia em Albarquel

Criança na praia de Albarquel

Eu e a minha solidão

 

Num fim de tarde de Junho na praia Albarquel

Setúbal

Junho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Julho de 2010

Não há raças, há seres

Não há raças, há seres

 

 

Nome

 

Não há raças, há seres
Não há religiões, há crenças
Há fome, muita fome
Há doenças imensas
Sem nome

Não há seres, não há raças
Não há crenças nem religiões
Há fome, muita fome
Há doenças imensas
Sem nome

Há tantos seres de todas as raças
Cheios de fome
Armas imensas sem nome
Doenças e tantas desgraças
Com nome

(Poema de João Sevivas)

 

Algures em Troia

Setúbal

Junho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Julho de 2010

Como os anos passam por nós

Somos o que já vivemos

 

 

Antes e depois

 

Quem te apurou?
Como os anos passam por nós
É ver o tempo deixar-nos sós
E esperamos

Que justifiquem ou que nasça pelo menos alguma razão
Ao motivo pelo qual vai cedendo o corpo então
Aos anos

Sinto mais do que preciso
Perco a voz ganho juízo
E quem fui eu não sou mais
Mudam gostos ganho peso
Perco medos e cabelo
E quem fui eu não sou mais

Algo melhorou!
Ficámos sábios… pelo menos aos olhos dos outros
Ser responsável compete a poucos
A bem poucos....
Não dependemos, daqui para a frente, de ninguém
Quer dizer… O sexo agora implica quase sempre alguém
E Ainda bem!!!!

Sinto mais do que preciso
Perco voz ganho juízo
E quem fui eu não sou mais
Mudam gostos ganho peso
Perco medos e cabelo
E quem fui eu não sou mais

Não choro as partes que estão para trás (2x)

Não concluo
O meu tempo não é uma canção
Que tem quase sempre rima certa, métrica e refrão
E esta... acabou.

 

 

Klepth

http://www.youtube.com/watch?v=L31rAC88DqI

 

Obrigado Dulce ..... já agora, leiam e comentem aqui

 

Praia do Carvalhal, Grândola, Setúbal

Esta também faz parte da série  Alentejo também é mar

Junho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 13:43
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 1 de Junho de 2010

Crianças

Crianças

Criança

Criança

Criança

Crianças


publicado por Jorge Soares às 15:41
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Related Posts with Thumbnails

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

Também estou aqui: 

Olhares

Picasa Jorge Freitas Soares

Picasa Momentos e olhares



First Class Radio 

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 268 seguidores

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quem cá vem



.mais comentados

8 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
SAPO Blogs

.subscrever feeds