Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011

Praia das Catedrais

Praia das catedrais

Praia das catedrais

Praia das catedrais

Praia das catedrais

Playa de las catedrales

 

Praia das Catedrais, Ribadeo, Galiza, Espanha

Agosto de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:24
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 18 de Setembro de 2011

Londres: Museu de História natural

Museu de história natural

Museu de História natural

Londres, Museu de história natural

Museu de história natural

Londres, Museu de História Natural

 

Museu de História Natural

Londres, Agosto de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:39
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2011

Londres: Museu da ciência

Londres, Museu da ciência

Londres, Museu da ciência

Londres, Museu da ciência

Londres, Museu da ciência

Londres, Museu da ciência

 

Em Londres, a maioria dos museus são de entrada livre, entre eles o museu da ciência.

Fotografias tiradas com a máquina na mão

Museu da Ciência

Londres, Agosto de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 22:05
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Setembro de 2011

Londres: O Banco

Londres, Oxford Street

Londres, O Banco, Oxford Street

Londres, O Banco, Oxford Street

Londres, Oxford Street, O banco

 

Passamos por Oxford Street ao fim da tarde, a família entrou numa das lojas, eu fiquei à porta, entretanto começou a chover. Reparei no banco ali no passeio e numa aberta por entre os milhares de transeuntes consegui uma fotografia limpa, a seguir chegaram eles e mesmo com o banco molhado pela chuva, sentaram-se.. já que estava com a máquina na mão, ... depois eles levantaram-se tentei apanhar de novo o banco vazio...  quase conseguia ... 

 

Oxford Street ao fim da tarde

Londres, Agosto de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:50
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Agosto de 2011

De Partida

De partida

 

Revisitando o passado em tempo de férias

Valência, Agosto de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:04
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 30 de Julho de 2011

Nas férias não abandone o seu blog

Não abandone o seu blog

 

Encontrei no É possivel ser feliz, gosto da imagem, e da mensagem... as minhas férias começaram oficialmente há umas horas atrás.... este ano vão ser 3 semanas, como de costume vou rumar a Norte.... a Sul está muito calor... e eu gosto de climas temperados... e de férias a acampar.

 

Tal como todos os anos, férias para mim implicam estar longe do computador, do telemóvel, do relógio, a única tecnologia permitida é a do carro que me vai levar a passear pelas Astúrias e pelos Picos da Europa e claro, a da máquina fotográfica, tudo o resto está banido.. férias são férias.

 

Mas eu não abandono os blogs, passei a ultima semana a pre-programar posts .. como costumo dizer, os blogs entram em automático..eu entro em relax....

 

Desejo a todos os que por aqui passarem umas óptimas férias a quem for de férias, bom trabalho a quem já foi ou vai mais tarde. Espero voltar com outro espírito, espero voltar a responder aos vossos comentários..e faço fé de voltar a comentar os muitos blogs que leio no reader e que merecem a minha atenção... espero....

 

E já sabem, nas férias não abandonem os vossos blogs.

 

 

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:59
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Julho de 2011

Sereno

Mundo sereno

 

Sereno Aguarda o Fim que Pouco Tarda

 

 

 

Sereno aguarda o fim que pouco tarda. 
Que é qualquer vida? Breves sóis e sono. 
            Quanto pensas emprega 
            Em não muito pensares. 

Ao nauta o mar obscuro é a rota clara. 
Tu, na confusa solidão da vida, 
            A ti mesmo te elege 
            (Não sabes de outro) o porto. 

Ricardo Reis, in "Odes" 
Heterónimo de Fernando Pessoa

 

Anoitecer no Parque Urbano de Albarquel

Setúbal, Julho de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:15
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Junho de 2011

O dia das outras crianças

Crianças de Cabo verde

Crianças na escola em Cabo Verde

Crianças de Cabo Verde

Crianças

Crianças

 

Por vezes esquecemos o motivo pelo que há um dia da criança, esquecemos que não é o dia das prendas dos nossos filhos, não é o dia das festas nas escolas, não é mais um dia para dar coisas às crianças que já tem tudo.. é um dia que deveria servir para nos lembrarmos que ainda há muitas crianças que não tem nada, muitas crianças que não  olham para o mundo como nós olhamos, ainda há crianças que pouco ou nada tem.

 

Crianças em cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:59
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Maio de 2011

As Cores da Primavera

Flores

Flores

Flores

Flores

Flores

 

Em Odemira, junto ao rio, a Primavera é assim... colorida

Alentejo

Abril de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:01
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Maio de 2011

Tudo o que vires é teu

Tudo o que vires é teu

 

"Abre a janela, e olha!
Tudo o que vires é teu.
A seiva que lutou em cada folha,
E a fé que teve medo e se perdeu.
Abre a janela, e colhe!
É o que quiser a tua mão atenta:
Água barrenta,
Água que molhe,
Água que mate a sede...
Abre a janela, quanto mais não seja
Para que haja um sorriso na parede!"

 

Miguel Torga

 

Portela do Homem, Parque natural da Peneda Gerês

Novembro de 2010

Jorge Soares

 

30 de Out de 2010, Câmara: SONY DSLR-A350,ISO: 400, Exp.: 1/60 seg.Abert.: 5.0 Ext.: 30mm, Flash: Sim


publicado por Jorge Soares às 13:33
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Terça-feira, 7 de Dezembro de 2010

Reflexos

Reflexos nos açores

O reflexo do cisne

Reflexos no rio Fervença, Bragança

Reflexos, Cidade da Ciência, Valência

Reflexos em Madrid

 

Reflexos: São Miguel, Bragança, Valência, Madrid

 

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:08
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010

Yo te convido a creerme cuando digo futuro.

Yo te convido a creerme cuando digo futuro

 

 

Te convido a creerme cuando digo futuro
si no crees mi palabra, cree el brillo de un gesto
Cree en mi cuerpo, cree en mis manos que se acaban. 
Te convido a creerme cuando digo futuro
si no crees en mis ojos, cree en la angustia de un
grito
cree en la tierra, cree en la lluvia, cree en la
savia.

Hay veinte mil nuevas semillas en el valle desde ayer.
Hay restos de desesperados, hay el hombre y la mujer.
Los fierros se fundieron ya
hay paciencia hay que dar más.

Hay un país en rocas y ruinas bajo otro país de pan
hay una madre que camina codo a codo con su clan.

Los fierros se fundieron ya
hay paciencia hay que dar más.

Hay cuatro niños ahora mismo sonriendo en una plaza
y en las trastienda de una bala un militar que no ha
dormido

Y aquella linda muchachita vuelve a recortar su saya
sí es importante desde un niño hasta el largo de un
vestido.

Los fierros se fundieron ya
hay paciencia hay que dar más.

Yo te convido a creerme cuando digo futuro.

 

Sílvio Rodrigues

 

Setúbal, Maio de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 31 de Agosto de 2010

Detalhes de Verão: Brincar na rua

Brincar na rua

 

Criança brinca na rua

Julho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Junho de 2010

O Cansaço

Desespero

 

O Cansaço

 

O que há em mim é sobretudo cansaço — 
Não disto nem daquilo, 
Nem sequer de tudo ou de nada: 
Cansaço assim mesmo, ele mesmo, 
Cansaço. 

A subtileza das sensações inúteis, 
As paixões violentas por coisa nenhuma, 
Os amores intensos por o suposto em alguém, 
Essas coisas todas — 
Essas e o que falta nelas eternamente —; 
Tudo isso faz um cansaço, 
Este cansaço, 
Cansaço.

 

Álvaro de Campos

 

Olhando para o que resultou da faina de um dia... o mar nem sempre é pródigo, há dias assim.

Algures na ilha de Santiago, Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 09:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 8 de Junho de 2010

O futuro, uma sombra mentirosa

Pescadores em Cabo Verde

 

 

Sempre o Futuro, Sempre! e o Presente

 

Sempre o futuro, sempre! e o presente 
Nunca! Que seja esta hora em que se existe 
De incerteza e de dor sempre a mais triste, 
E só farte o desejo um bem ausente! 

Ai! que importa o futuro, se inclemente 
Essa hora, em que a esperança nos consiste, 
Chega... é presente... e só á dor assiste?... 
Assim, qual é a esperança que não mente? 

Desventura ou delirio?... O que procuro, 
Se me foge, é miragem enganosa, 
Se me espera, peor, espectro impuro... 

Assim a vida passa vagarosa: 
O presente, a aspirar sempre ao futuro: 
O futuro, uma sombra mentirosa. 

Antero de Quental, in 'Sonetos'

 

 

 

Pescadores da Cidade Velha, Ilha de Santiago

Cabo Verde

Fevereiro de 2010


publicado por Jorge Soares às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Há momentos assim ... o efeito borboleta

Efeito Borboleta

Efeito Borboleta

Efeito Borboleta

Efeito Borboleta

 

Eu tenho um pequeno problema com as borboletas, por norma quando encontro alguma ela anda a voar, e nas poucas vezes em que pousa num lugar decente, a primeira coisa que faz é fechar as asas... esta decidiu ser simpática, não só parou no lugar perfeito, virada para o sol e com a luz a incidir no ângulo certo, como ficou ali com as asas abertas a posar para mim.... fantástica. Obrigado natureza.

 

Setúbal, Abril de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 14:23
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 13 de Março de 2010

Ma lì qu' m'nascê

Meninos

Meninos

Meninos de Cabo Verde

Meninos de Cabo Verde

Meninos de Cabo Verde

Meninos de Cabo Verde 

 

 

Ma lì qu' m'nascê                   Mas aqui é que nasci

lì qu' m' criá!                     aqui é que me criei!

Êsse mar, êsse cêu, ma êsse tchôm,  Este mar, este céu, este

                                                      [chão]

Lì qu'm'ha morrê!                  Aqui é que hei-de morrer!

 

Idêa d'imbarcá                     Ideia de embarcar

nunca passóme pâ cabéça (...)   nunca me passou pela cabeça

Antes fcá pa lì tâ gozá dêsse mar    Antes ficar por cá a

                                           [gozar deste mar]

ma dêsse cêu.                         e deste céu.

 

SÉRGIO FRUSONI

 

Imagens de crianças de Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares

 


publicado por Jorge Soares às 17:57
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Março de 2010

Construindo o futuro

E esperança no futuro melhor

 

Um mundo melhor

 

Haverá um mundo...

Em que a alegria será institucionalizada...

A saúde será perpetuada...

E o amor será requisito básico!!!

 

Haverá um mundo...

Onde os cidadãos serão todos irmãos...

Onde a cortesia será praticada...

Onde a harmonia reinará em todos corações!!!

 

Haverá um mundo muito melhor...

Onde não existiram as diferenças de fracos e fortes...

Ricos ou pobres, pretos ou brancos, pior, ou melhor...

Apenas pessoas saudáveis e felizes!!!

 

Haverá um mundo...

E nós iremos encontrá-lo...

Senão construí-lo...

Construí-lo para nós, para podermos falar...

Existe um mundo, um mundo melhor...

Um mundo onde a poesia se torne constante...

Onde amor se torne presente...

Onde o ser humano seja respeitado...

Onde as crianças tenham futuro...

Onde o ancião seja ouvido...

E onde o nosso Deus se orgulhe de sua criação...

Um mundo melhor!!! 

 

Retirado do blog de Elton Milton Ribeiro

 

Jardim do Bonfim,

Setúbal, Março de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 08:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Bairro do Oriente

TRavessa das donzelas ... é em Setúbal

 

Tenho à janela

Uma velha cornucópia

Cheia de alfazema

E orquídeas da etiópia

 

Tenho um transistor ao pé da cama

Com sons de harpas e oboés

E cantigas de outras terras

Que percorri de lés-a-lés

 

Tenho uma lamparina

Que trouxe das arábias

Para te amar à luz do azeite

Num kama-sutra de noites sábias

 

Tenho junto ao psyché

Um grande cachimbo d'água

Que sentados no canapé

Fumamos ao cair da mágoa

 

Tenho um astrolábio

Que me deram beduínos

Para medir no firmamento

Os teus olhos astralinos

 

Vem vem à minha casa

Rebolar na cama e no jardim

Acender a ignomínia

E a má língua do código pasquim

Que nos condena numa alínea

A ter sexo de querubim

 

 

Rui Veloso

Podem ouvir aqui

 

Setúbal

Março de 2009

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 08:00
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

Cabo Verde:Cidade Velha

Cabo Verde, Cidade Velha, Santiago

 

A Cidade Velha localiza-se no concelho da Ribeira Grande de Santiago, a 15 quilômetros a oeste da Praia, na costa de Cabo Verde.

A 10 de junho de 2009 foi classificada como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo, após um concurso de votação pública, no qual participaram 27 monumentos edificados por Portugal no mundo.

Devido à sua rica história, manifestada por um interessantíssimo património arquitetónico, a 26 de junho de 2009, a Cidade Velha foi considerada pela UNESCO, Património Mundial da Humanidade

 

Esta foi a primeira cidade construída pelos europeus nos trópicos e primeira capital do arquipélago de Cabo Verde, quando era chamada de Ribeira Grande. Mudou de nome para evitar ambiguidade com uma povoação de outra ilha.

A cidade nasceu e desenvolveu-se por conta do tráfico negreiro e foi capital até 1770, quando esta função foi transferida para a Praia de Santa Maria - atualmente Cidade da Praia.[3]

A Cidade Velha foi porto de parada de dois grandes navegadores: Vasco da Gama (1497), a caminho da Índia, e Cristóvão Colombo (1498), em sua terceira viagem para as Américas.

Em 2000, sob a coordenação do arquiteto Álvaro Siza, foi iniciado um trabalho de preparação do dossier de candidatura da cidade a Patrimônio Mundial da UNESCO. O dossier foi apresentado à UNESCO, em 31 de Janeiro de 2008.

 

Em 1520 foi erguido o primeiro pelourinho na ilha, que hoje é monumento numa praça.

Em Cidade Velha está a mais antiga igreja colonial do mundo, construída em 1495, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, no estilo manuelino (gótico português). A Rua Banana, que conduz à igreja, foi a primeira rua de urbanização portuguesa nos trópicos.

A Sé Catedral da cidade começou a ser construída em localização privilegiada, frente ao oceano, em 1555, e terminou em 1693, quando a cidade já tinha perdido muito de sua importância. Foi atacada e totalmente danificada por piratas em 1712, tendo ficado em ruínas, tal é hoje observável.

O Forte Real de São Filipe, que domina a cidade do alto de 120 metros, foi construído em 1590 para defender a colônia portuguesa dos ataques dos franceses e ingleses.

O Convento de São Francisco foi construído em meados do século XVII, tendo servido como local de culto e de formação. Foi atacado e parcialmente destruído por piratas em 1712.

 

Fonte Wikipédia


publicado por Jorge Soares às 21:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Cabo Verde:Cidade Velha 2

Cidade Velha

Cidade Velha, Cabo Verde

Cabo Vefrde, Cidade Velha, ruinas

Cidade Velha, Santiago, Cabo Verde

Cidade Velha, Ilha de Santiago, Cabo Verde

 

Cidade Velha, Santiago, Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:09
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

Dois anos de Blog, muitos olhares, alguns momentos

Fim de tarde na Taipa, Macau 

Este Blog faz dois anos no próximo Domingo, tudo começou com esta fotografia que foi tirada longe, muito longe mesmo, num dia em que como sempre, voltava a pé do trabalho para o Hotel e aproveitava para ir descobrindo cada dia novos lugares, novos recantos.

 

Nestes dois últimos anos e muito graças à existência do blog e à vossa presença, o bichinho da fotografia que nem sabia que estava ali escondido dentro de mim, foi crescendo e tomando  conta de mim. Com ele veio a vontade de aprender, primeiro olhando para o que fazem os outros, e aprendemos com cada fotografia que vemos, depois com os nossos erros, eu aprendo um pouco mais com cada fotografia que tiro  e é claro, o curso de fotografia ajudou muito, principalmente a conhecer e a explorar funções da máquina que nem sabia que existiam.

 

Durante os últimos dois anos tirei mais de 12000 fotografias, uma parte delas foi aqui partilhada com o mundo; momentos, lugares, pessoas, detalhes, recantos... de tudo um pouco tem aqui cabido.. e assim seguirá, que cada vez gosto mais de partilhar.

 

Durante as próximas duas semanas vai haver uma mudança grande na minha vida, estarei inclusivamente longe da internet durante uns dias.... mas terei a maquina comigo e de certeza que haverá muito para mostrar quando eu voltar... entretanto o blog entrará em modo automático, vou tentar deixar preparados posts para cada dia, cada um com um lugar que visitei e que aqui mostrei.... será um recordar de olhares e um revisitar de lugares.

 

Obrigado a todas as pessoas que por aqui tem passado nos últimos dois anos, obrigado por todos os comentários, este blog só existe porque há pessoas que aqui passam, já seja por puro acaso ou regularmente.

 

Taipa, Macau, Abril de 2007

 

Jorge soares


publicado por Jorge Soares às 10:50
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009

Meninos do (meu) mundo

Menina do meu mundo 

 

Sou um menino,

Cheguei a um Mundo, perdido,

Perdido de espaços ao meu sonho.

 

Descobri rostos, que me queriam, sem saber o meu rosto

Quando eu estava perdido, despido do calor da infância.

Encontrei braços de ternura,

Que me enlaçaram de Amor.

Que me conduziram às estrelas.

 

Eles, que me encontraram,

Que me sonharam, sonhando o meu sonho,

Que me procuraram, para nos realizar.

 

Eles, que me amaram sem eu saber

Quando eu era um menino, num Mundo perdido.

Eles, que me resgataram à vida,

Correndo um Mundo por mim.

 

Eles, meu Pai- Sol

Minha Mãe- Lua

Que do céu me guardaram,

Antes mesmo dos seus braços me envolverem.

 

Correram o Mundo por um filho

E eu ganhei o Mundo pelas suas mãos…

 

Quando eu era apenas…

Um MENINO DO MUNDO!

 

Francisca Chixaro

 

Uma criança é uma criança em qualquer parte do Mundo!

 


publicado por Jorge Soares às 08:00
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

A coisa mais injusta .....

Gaivota

 

A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás para frente. Nós deveríamos morrer primeiro, livrar-nos logo disso. 

Daí viver num asilo, até ser chutado para fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então tu trabalhas 40 anos até ficares novo o bastante para poderes aproveitar a tua aposentadoria. Aí curtes tudo, bebes bastante álcool, fazes festas e preparas-te para a faculdade.

Vais para colégio, tens várias namoradas, viras criança, não tens nenhuma responsabilidade, tornas-te um bebezinho de colo, voltas pro útero da mãe, passas os teus últimos nove meses de vida a flutuar. E terminas tudo com um óptimo orgasmo! Não seria perfeito?


Charles Chaplin

 

Setúbal, Novembro de 2009

Jorge Soares

 

Nov 8, 2009, Câmara: SONY , Modelo: DSLR-A350, ISO: 100, Exposição: 1/640 seg., Abertura: 8.0, Extensão focal: 200mm


publicado por Jorge Soares às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

Ilusão perdida

 A espera

 

Florida ilusão que em mim deixaste 
a lentidão duma inquietude 
vibrando em meu sentir tu juntaste 
todos os sonhos da minha juventude. 

Depois dum amargor tu afastaste-te, 
e a princípio não percebi. Tu partiras 
tal como chegaste uma tarde 
para alentar meu coração mergulhado 

na profundidade dum desencanto. 
Depois perfumaste-te com meu pranto, 
fiz-te doçura do meu coração, 

agora tens aridez de nó, 
um novo desencanto, árvore nua 
que amanhã se tornará germinação. 

Pablo Neruda, in 'Cadernos de Temuco' 
Tradução de Albano Martins

 

 

 
Setúbal

Março de 2009

 

Jorge Soares

 

Mar 21, 2009,Câmara: SONY DSLR-A350,ISO: 100,Exposição: 1/320 seg.,Abertura: 9.0Extensão focal: 55mm

 


publicado por Jorge Soares às 01:13
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Eu pus um sonho a voar

Eu pus um sonho a voar

 

 Eu pus um sonho a voar

Nas asas duma gaivota...

Um sonho de liberdade

De paz, amor e carinho;

Num impulso sobre o mar

Ela tomou sua rota

Cheia de força e vontade

De vencer todo o caminho.

 

Esperei dias, esperei noites

Pelos ventos de mudança...

Mas chegou-me um vento frio

Gélido todos os dias;

Ondas do mar em açoites

Rodopiam numa dança

Batendo no cais vazio

Em alvoradas sombrias.

 

Talvez a minha gaivota

Tivesse perdido o rumo...

Quem sabe se o sonho voa

Pelas terras de ninguém...

Ou ao lembrar-me em risota

Tenha perdido o aprumo,

Não achando ideia boa

Levar um sonho de alguém.

 

Talvez tenha sucumbido

Caindo nalguma vaga,

Sem cumprir essa missão

Que eu com afecto pedira;

Talvez não vendo o sentido

Ou achando não ser maga

Largasse o sonho-ilusão

Como mais uma mentira.

 

Vou ao cais de vez em quando

Como quem inda acredita,

Mas perdendo quase a esperança

De alguma coisa mudar...

De gaivotas vejo um bando,

Vou escolher a mais bonita!

A ver se leva e não cansa,

Este meu sonho a voar.

 

Joaquim Sustelo

 

Gaivota sobre a praia.

Carvoeiro, Lagoa Algarve,

Abril de 2009

Apr 9, 2009, Câmara: SONY DSLR-A350,ISO: 100, Exposição: 1/400 seg.,Abertura: 9.0, Extensão focal: 200mm

 
PS:Obrigado amiga

publicado por Jorge Soares às 08:01
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 20 de Junho de 2009

Porquê?

Na algodeia, os grafitis do coreto

No Jardim da algodeia

 No Jardim da algodeia

O coreto da Algodeia... branco
 

 

Já aqui falei do Jardim da Algodeia, fica a dois passos de casa, é um lugar agradável, arejado, os miudos gostam do parque infantil, eu costumo levar a máquina e há sempre coisas para olhar.

 

No centro do Jardim há um lago que em dias de muita chuva serve de bacia de retenção para as águas que vem da Serra da Arrábida, o resto do tempo serve de pista de competição aos barcos do modelismo, e de casa a milhares de peixes, num dos extremos há uma espécie de coreto, o que vemos nas fotografias, a ultima é de Maio e foi a primeira vez que o vi branco. O resto do tempo, por muito que a camara se esforce em o pintar, está como podem ver nas outras fotografias.

 

Há quem diga que o grafitti é uma arte, até pode ser, mas não consigo ver arte no estragar da pintura de um lugar assim, não percebo qual é a lógica, para mim isto é vandalismo puro.

 

Jardim da Algodeia, Setúbal

Jorge Soares

Junho de 2009


publicado por Jorge Soares às 17:33
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Related Posts with Thumbnails

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

Também estou aqui: 

Olhares

Picasa Jorge Freitas Soares

Picasa Momentos e olhares



First Class Radio 

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 268 seguidores

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quem cá vem



.mais comentados

11 comentários
6 comentários
6 comentários
3 comentários
SAPO Blogs

.subscrever feeds