Sábado, 9 de Julho de 2011

Suave

Rosa suave

 

Suave é a bela como se música e madeira,
ágata, telas, trigo, pêssegos transparentes,
tivessem erigido a fugitiva estátua.
Para a onda dirige seu contrário frescor.

 

O mar molha polidos pés copiados
à forma recém-trabalhada na areia
e é agora seu fogo feminino de rosa
uma borbulha só que o sol e o mar combatem.

 

Ai, que nada te toque senão o sal do frio!
Que nem o amor destrua a primavera intacta.
Formosa, revérbero da indelével espuma,

 

deixa que teus quadris imponham na água
uma medida nova de cisne ou de nenúfar
e navegue tua estátua pelo cristal eterno.

 

Pablo Neruda


publicado por Jorge Soares às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Maio de 2011

Por aí pelos quintais da minha cidade

Flor da Paixão, flor de maracujá

Brincos de princesa

Por aí pelos quintais, Rosa

Por aí pelos quintais, Rosas

Por aí pelos quintais

 

Quem diz que nas cidades só há betão, os quintais em Setúbal são muito coloridos.

Setúbal, Abril de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:21
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Maio de 2011

As cores das rosas no Alentejo

Rosa laranja

Botão de rosa

Rosa Vermelha

Rosa Pink

Rosa Pink

 

As Rosas do Jardim da Fonte Férrea

Odemira, Alentejo

Abril de 2011


publicado por Jorge Soares às 17:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 12 de Dezembro de 2010

Recordando o Verão, as cores das rosas

Rosa vermelha, o quintal da minha mãe

Rosa Pink, do quintal da minha mãe

Rosa Branca

Rosa, Botão vermelho

Botão de rosa vermelho

 

Recordações do Verão, as rosas do quintal da minha mãe

Alviães, Palmaz, Oliveira de Azemeis

Junho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Novembro de 2010

Gritos Mudos

Gritos mudos

 

Gritos mudos

 

 

Neons vazios num excesso de consumo

Derramam cores pelas pedras do passeio

A cidade passa por nós adormecida

Esgotam-se as drogas p'ra sarar a grande ferida

 

Gritos mudos chamando a atenção

P'ra vida que se joga sem nenhuma razão

 

E o coração aperta-se e o estômago sobe à boca

Aquecem-nos os ouvidos com uma canção rouca

E o perigo é grande e a tensão enorme

Afinam-se os nervos até que tudo acorde

 

Gritos mudos chamando a atenção

P'ra vida que se joga sem nenhuma razão

 

E a noite avança, e esgotam-se as forças

Secam como o vinho que enchia as taças

E pára-se o carro num baldio qualquer

E juntam-se as bocas até morrer

 

Gritos mudos chamando a atenção

P'ra vida que se joga com toda a razão

 

Xutos e pontapés

 

Ouvir aqui

 

No dia internacional contra a violência familiar, não deixemos que ninguém sofra em silêncio e solidão, denuncie!

 

Uma rosa do Outono

Setúbal, Outubro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 00:15
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010

Detalhes do Outono em Setúbal

Dias de Outono

Dias do Outono

Outono

Outono

Rosas do Outono

 

Num dos meus habituais passeios pelo sopé da serra da Arrábida, detalhes de um fim de tarde do Outono.

 

Setúbal, Outubro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 14:30
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

Rosas do Outono

Rosa Amarela

Rosa

Rosas do Outono

Rosas do Outono

Rosas do Outono

 

 

O outono vai avançado, mas a natureza não deixa de florir,  rosas do Outono, estas foram colhidas em Lisboa e em Mafra.

Outubro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:10
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 3 de Setembro de 2010

Rosas de verão

Rosas de verão

Rosas vermelhas

Rosas

Rosa vermelha

 

Ainda do quintal da minha mãe, Rosas vermelhas de verão

Alviães, Palmaz, Oliveira de Azemeis, Aveiro

Julho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 29 de Agosto de 2010

Detalhes de Verão: Elas andam de flor em flor

Abelha de flor em Flor

 

Ainda no quintal da minha mãe, abelha na flor do trevo branco

Alviães, Palmaz, Oliveira de Azemeis, Aveiro

Julho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 28 de Agosto de 2010

Detalhes de Verão: As rosas do quintal da minha mãe

As Rosas do quintal da Minha mãe

 

As rosas do quintal da minha mãe, seja Primavera ou verão.

Alviães, Palmaz, Oliveira de Azemeis, Aveiro

Julho de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 10:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Junho de 2010

Os tons das rosas

Detalhes de uma rosa

Rosas

Rosas

Rosas

Rosas

 

Algures num quintal em Setúbal, os tons suaves das rosas em flor.

Maio de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:16
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Sexta-feira, 4 de Junho de 2010

São rosas .. vermelhas

Rosas vermelhas

Botão de rosa

 

Já bem no sopé da serra da Arrábida, por baixo das ruínas de um velho aqueduto, por entre silvas e flores silvestres, estavam elas, as rosas... belas

 

Bom fim de semana

 

Setúbal, Maio de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:46
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Março de 2010

Detalhes de um fim de tarde de Janeiro

Rosa suave

Rosa de Janeiro

Flores de Janeiro

Detalhes

Rosa vermelha 

 

Num dos raros dias de Sol do Mês de Janeiro, detalhes do fim de tarde

 

Setúbal, Janeiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:08
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Rosas do Outono

Rosas do Outono

Rosas vermelhas

Rosas do Outono

Rosas do Outono

Rosas do Outono 

 

De volta ao quintal da minha mãe, as rosas que mesmo no Outono florescem de um vermelho vivo e fantástico

 

Alviães, Palmaz, Oliveira de Azemeis, Aveiro

Outubro de 2009

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:16
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

É tão frágil a vida ....

Uma rosa...o que resta da vida 

 

É tão frágil a vida,

tão efémero, tudo!

(Não é verdade, amiga,

olhinhos-cor-de-musgo ?)

    

E ao mesmo tempo é forte,

forte da veleidade,

de resistir à morte

quanto maior a idade.

  

Assim, aos trinta e sete,

fechados alguns ciclos,

a vida ainda pede

mais sentimento, vínculos.

    

Não tanto os que nos deram

a fúria de viver,

como esses descobertos

depois de se saber

     

Que a vida não é outra

senão a que fazemos

(e a vida é uma só,

pois jamais voltaremos).

   

Partidários da vida,

melhor: do que está vivo,

digamos "não!" a tudo

que tenha outro sentido.

  

E que melhor pretexto

(quem o saiba que o diga!)

teremos p'ra viver

senão a própria vida?

    

Alexandre O'Neil , in

"Poemas com endereço", 1962

 

    

 

Jorge Soares

 

Aug 2, 2009, Câmara: SONY DSLR-A350, ISO: 100, Exposição: 1/320 seg., Abertura: 5.6, Extensão focal: 200mm


publicado por Jorge Soares às 07:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

A ultima pétala

A ultima pétala 

A ultima pétala de uma rosa, a natureza é sempre bela, até no fim, quando já não resta senão o rasto do perfume, uma rosa é bela... basta olhar.

 

Jorge Soares

Agosto de 2009

Máquina SONY DSLR-A350, Exposição 1/400, Abertura f/5.6, ISO 100, MeteringMode Pattern, Flash Não, Dist.Focal 200 mm


publicado por Jorge Soares às 08:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Agosto de 2009

Rosas numa noite de verão

Rosa Branca

Rosas à noite

Rosas à noite

Rosa vermelha

Botão de rosa em setúbal

 

Setúbal, Agosto de 2009

Jorge Soares 


publicado por Jorge Soares às 22:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 8 de Agosto de 2009

A quem me deu o perfume .....

Uma rosa vermelha 

 

 

A quem me deu perfume,


A quem me deu sentido.

A quem só me fez bem.

Ofereço uma rosa,

Àqueles que sorriram

Àqueles que comigo

partilharam lágrimas,

Àqueles que souberam

da minha existência.

Ofereço uma rosa...

(autor desconhecido)

(cortesia da Paola)

 

Ainda as rosas do quintal da minha mãe

Alviães,Palmaz, Oliveira de Azemeis, Aveiro

Abril de 2009

Jorge Soares

Apr 4, 2009,Câmara: SONY ,Modelo: DSLR-A350,ISO: 100,Exposição: 1/160 seg.,Abertura: 4.5,Extensão focal: 100mm 


publicado por Jorge Soares às 10:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Agosto de 2009

Rosas Brancas de Bragança

Rosa Branca

Rosas brancas em Bragança

Rosa Branca, botão

Rosas Brancas 

 

Em frente à estação de comboio, agora estação de camionagem, há umas bombas de gasolina com oficina, a cada lado da entrada, há rosas umas brancas outras vermelhas.... hoje deixo as brancas.

 

Bragança, Julho de 2009

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 19:48
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Domingo, 2 de Agosto de 2009

ROSA E SEDUÇÃO

Rosa e sedução 

ROSA E SEDUÇÃO


Luz que invade, fascinante olhar.

Vertiginoso a provocar até os quasares

Brilho que me transporta a tantos lugares

Á socapa chega de manso só para me amar

Eu atravesso as nebulosas para o encontrar

Ah! Paixão em teus olhos castanhos fui me perder

Estou louca de desejo, só penso em me atrever.

E em outros beijos cedo-lhe minha alma

Rubra aura, inquieta, afoita, sem calma.

Rosa vermelha, a flor do teu prazer!


Meu destino é ser fonte de perfumes

Cheiro estonteante que muito cativa

Faz o poeta perder a rima e à deriva

Curva-se e expõe aquele divino lume

Que me veste com um manto e presume

Ser dele o idílio, a rainha, toda a inspiração.

Alcanço a eternidade no pulsar do coração

E na maciez de minha pele aveludada

Faço-o repousar até que ânsia seja aguçada

Em outros versos então ele expõe a sedução!

 

Tânia Mara Camargo

 

Abril de 2009

Jorge Soares

Apr 4, 2009, Câmara: SONY , Modelo: DSLR-A350, ISO: 250, Exposição: 1/320 seg., Abertura: 5.6, Extensão focal: 200mm


publicado por Jorge Soares às 20:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 25 de Julho de 2009

De Vermelho:Resistir às pétalas húmidas, quem?

Rosa vermelha 

DE VERMELHO

Espaço intocado entre terra e céu
Guardado numa massa corpórea
Possui alma, flor oculta ao léu
Oriunda do éden, fantasia etérea

Abaixo da cintura rosa sem candura
Vibra ao imaginar-se desejada
Exalando inebriante odor, tão pura...
E as falenas voam encantadas

Jardim das maravilhas no além
A ser desbravado por alguém
Atrevido ou em mesuras e galanteios

Resistir às pétalas úmidas, quem?
Tão núbil, graça que outra não tem
Vestida de vermelho, bombom e recheio!

 

Tânia Mara Camargo

 

Abril de 2009

Jorge Soares

 

Apr 4, 2009, Câmara: SONY DSLR-A350, ISO: 400, Exposição: 1/125 seg., Abertura: 5.6, Extensão focal: 100mm, Flash utilizado: Sim


publicado por Jorge Soares às 14:32
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Olhar ....

 

 

…olha-me. Fixamente nos olhos. Assim… de longe, para que não sintas o orvalho que escorre. Para que não saibas que as ervas arrefecidas se esvaecem nos prantos. Na jactância brilhante da cor que presumes. Vai-te, vaidade da efemeridade acordada. As tuas pétalas, agora acetinadas, morrerão na esquina do tempo. Às mãos de argamassa com que elevaste a distância. Não galgarás o muro, sem a verdade dos cimentos. Na certeza que há fundamentos com cor.

 

…olho-te. Amarradamente ao fim. Assim… ao longe, para que conheças a dissemelhança das cores… de longe, para que, no horizonte cinzento-branco do meu olhar, vejas que o cinzento se desconcentra numa alforria de vinhos…

 

…olho-te. De tão longe. Mas sei o arco-íris da tua pele… e o sabor que exala das pétalas carminas… com que me vencias. A mim. Assim…

 

Texto de Paola, retirado do blog Ponto de admiração

 

Apr 4, 2009, Câmara: SONY DSLR-A350, ISO: 100,Exposição: 1/250 seg.,Abertura: 4.5,Extensão focal: 140mm,Flash utilizado: Não
 
 

 


publicado por Jorge Soares às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Último Soneto

Rosas


Que rosas fugitivas foste ali!
Requeriam-te os tapetes, e vieste...
--- Se me dói hoje o bem que me fizeste,
É justo, porque muito te devi.

Em que seda de afagos me envolvi
Quando entraste, nas tardes que apareceste!
Como fui de percal quando me deste
Tua boca a beijar, que remordi...

Pensei que fosse o meu o teu cansaço ---
Que seria entre nós um longo abraço
O tédio que, tão esbelta, te curvava...

E fugiste... Que importa? Se deixaste
A lembrança violeta que animaste,
Onde a minha saudade a Cor se trava?...

                      Mário de Sá-Carneiro


publicado por Jorge Soares às 07:29
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Rosas bravas

Roseiras bravas

Rosa brava

Rosas bravas

Roseira brava

Rosa brava

 

Dos meus passeios pelos caminhos no sopé de serra da Arrábida, nas bermas dos caminhos lá estão elas, simples, brancas e bonitas, rosas bravas.

 

Setúbal, Abril de 2009

 

 


publicado por Jorge Soares às 19:08
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 3 de Maio de 2009

Para todas as mães do mundo

Rosa amarela

Rosa Vermelha

Rosa Amarela

Botão de rosa vermelha

Rosa silvestre

 

Rosas, vermelhas,amarelas, cor de vinho, brancas silvestres,rosas de jardim, rosas silvestres, para todas as mães do mundo, rosas!

 

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:06
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

Detalhes da Primaver:Rosas vermelhas num fim de tarde

Rosas vermelhas

Rosa vermelha

Rosas ao fim da tarde

Botão de rosa

Rosas ao luar

 

Gosto da luz do fim da tarde, o sol dourado a incidir sobre as coisas, até as rosas ficam com outro encanto.

 

As rosas do quintal da minha mãe

Alviães, Palmaz. Oliveira de Azeméis, Aveiro

Abril de 2009


publicado por Jorge Soares às 18:50
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Related Posts with Thumbnails

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

Também estou aqui: 

Olhares

Picasa Jorge Freitas Soares

Picasa Momentos e olhares



First Class Radio 

.mais sobre mim

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Quem cá vem



.mais comentados

9 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds