Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Recados Gráficos: O amor é uma companhia

Há quem coloque pessoa de espectador do amor!

 

O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
Um pensamento visível faz-me andar mais depressa
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo,
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.


Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.
Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.

Todo eu sou qualquer força que me abandona.
Toda a realidade olha para mim como um girassol com a cara dela no meio.

Alberto Caeiro

 

Os grafittis estão pintados numa coluna de um edificio na avenida 22 de Dezembro em Setúbal, não sei se terão sido pintados na mesma altura e pela mesma pessoa ou se terá sido um aproveitamento da situação.... não tem graça nenhuma, mas fez-me graça ver Pessoa no papel de voyeur do beijo apaixonado.

 

Setúbal, Maio de 2011

Jorge Soares

Nos quintais da minha cidade

Pelos quintais da minha cidade.. uma rosa

Pelos quintais da tua cidade

Habitam flores coradas de saudade
Inspiradas por suor que verte quente
Apresadas de uma paixão ardente
Por ai, pelos quintais da tua cidade.

Alteiam-se na passagem da beldade
As flores, debruçadas no seu vaso
Pelos brincos suspensos ao acaso
Por ai, pelos quintais da tua cidade.

Botões sedutores pejados de pudor
Graciosos acúleos fingidos de amor
Em duelo intermitente de fidelidade.

Flores que suspiram perturbadas
Num ramo de perfume embriagadas
Por ai, pelos quintais da tua cidade

 

Lagoa_Azul 

 

Obrigado.... estava a pensar, não sei como te chamas, mas é agradável saber que as minhas fotografias servem de inspiração para tão belas palavras, obrigado.

 

Pelos quintais da minha cidade ... uma rosa.

Setúbal, Maio de 2011

Jorge Soares

 

 

8 Mai 2011, Câmara: SONY DSLR-A350, ISO:100, Exp.1/250 seg., Abert:4.5 Dist Focal:.140mm

 

 

 

A pequena flor

Flores

Uma pequena flor amarela

Detalhes de uma pequena flor

 

Aqui por trás do prédio corre um ribeiro, a maior parte do ano está seco e converte-se num matagal, quando o inverno é chuvoso torna-se quase num rio e já vi a água bem perto das margens. Na Primavera corre sempre alguma água e as margens florescem. Este ano estavam por lá estas pequenas flores que "colhi" no fim de tarde de um dia nublado e ventoso.

 

Setúbal, Maio de 2011

Jorge Soares

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

Pág. 1/6

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Quem cá vem