Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

- Sossego, só sossego -

Borboleta no tronco

 

 

Aqui onde se espera 
- Sossego, só sossego - 
Isso que outrora era, 


Fernando Pessoa, in 'Cancioneiro'

 

Íamos pela estrada, eu vi-a chegar e pousar ali no tronco a uns 2 metros de mim, precisamente onde a luz do sol incidia perfeita entre as sombras. Com muito cuidado tirei a máquina da mochila, troquei a lente e dispunha-me a tirar mais uma boa série de fotografias .... não reparei que atrás de mim vinha um dos miúdos que com toda a estrada só para ele, decidiu passar, indiferente a mim, à máquina e à borboleta, precisamente pelo espaço que me separava do tronco... vi que se aproximava e  não consegui falar, qualquer movimento brusco para o deter faria com que ela voasse ... ele passou, a borboleta voou ... e eu fiquei a olhar para o tronco vazio.

 

Não consegui descobrir o nome do bichinho

 

Poço Corga, Castanheira de Pêra

Junho de 2011

Zygaena trifolii

Zygaena trifolii

Zygaena trifolii

Zygaena trifolii

Zygaena trifolii

 

 

Zygaena trifolii

 

A Zygaena Trifolli é inconfundivel e mesmo sendo um heterócero (borboleta nocturna) a sua actividade é diurna sendo assim facilmente encontrada em clareiras e matagais da Europa meridional e central no seu periodo de voo que deriva do VI ao VII mês.

 

Esta foi apanhada numa zona de sombra e com o sol por trás, nas margens da Ribeira de Alge, quando fomos fazer o percurso pedestre do Casal de São Simão 

 

Casal de São Simão, Castanheira de Pêra

Junho de 2011

 

Jorge Soares

Vanessa Cardui - Bela dama

Vanessa Atalanta ou Almirante vermelho europeu

Vanessa Atalanta ou Almirante vermelho europeu

Vanessa Atalanta ou Almirante vermelho europeu

Vanessa Atalanta ou Almirante vermelho europeu

 

Foi como é habitual ao fim da tarde, nesse dia o passeio foi com a familia e por causa desta beleza tive que ouvir as reclamações de quem estava com pressa e sem paciência para mais flores e borboletas.

Vanessa cardui (Linnaeus, 1758).

Espécie de borboleta diurna, comum em Portugal.
Pertence à família Nymphalidae Nymphalinae Nymphalini.
O seu nome comum (vernáculo) é: Bela-dama.

Setúbal, Maio de 2011
Jorge Soares

Foi um momento

Borboleta

 

Foi um Momento


Foi um momento 
O em que pousaste 
Sobre o meu braço, 
Num movimento 
Mais de cansaço 
Que pensamento, 
A tua mão 
E a retiraste. 
Senti ou não ? 

Não sei. Mas lembro 
E sinto ainda 
Qualquer memória 
Fixa e corpórea 
Onde pousaste 
A mão que teve 
Qualquer sentido 
Incompreendido. 
Mas tão de leve!... 

Tudo isto é nada, 
Mas numa estrada 
Como é a vida 
Há muita coisa Incompreendida... 

Sei eu se quando 
A tua mão 
Senti pousando 
‘Sobre o meu braço, 
E um pouco, um pouco, 
No coração, 
Não houve um ritmo 
Novo no espaço? 
Como se tu, 
Sem o querer, 
Em mim tocasses 
Para dizer 
Qualquer mistério, 
Súbito e etéreo, 
Que nem soubesses 
Que tinha ser. 

Assim a brisa 
Nos ramos diz 
Sem o saber 
Uma imprecisa 
Coisa feliz. 

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"

 

Setúbal

Maio de 2011

Jorge Soares

Encontro de dois ...

A abelha e a borboleta, encontros

 

Encontro de dois.
Olho no olho.
Cara a cara.
E quando estiveres perto
eu arrancarei
os seus olhos
e os colocarei no lugar dos meus.
E tu arrancara
os meus olhos
e os colocara no lugar dos teus.
Então, eu te olharei com teus olhos
e tu me olharas com os meus.


Fernando Pessoa

 

Há momentos assim, a borboleta foi estremamente paciente, andou por ali de flor em flor e permitiu que eu tirasse todas as fotografias que quis, na altura nem dei por esta, sei que de repente a borboleta já não estava lá, estava umas flores mais abaixo.. só hoje percebi porquê... foi um encontro de dois, onde só cabia um.

 

Setúbal, Maio de 2011

Jorge Soares

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Quem cá vem