Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Os dias do Outono em Setúbal: F486 NRP BAPTISTA DE ANDRADE

Os dias do Outono

Os dias do Outono

Os dias do Outono em Setúbal

Os dias do Outono

Os dias do Outono

 

 

F486 NRP BAPTISTA DE ANDRADE - IMO: - IRCS: CTFE
A corveta F486 NRP BAPTISTA DE ANDRADE, pertence à classe que leva o seu nome, tendo sido construída nos estaleiros espanhóis Bazan em 1974

Os navios da classe BAPTISTA DE ANDRADE, são uma evolução da classe JOÃO COUTINHO, em termos de equipamentos e armamento.

Dimensões: 85x10,3x3,3 m - TB: 1380 t - Velocidade: 22 kn

Fonte Barcos+Navios
 
Setúbal, Outubro de 2013
Jorge Soares

Os dias do Outono em Setúbal: A bicicleta

A bicicleta

 

A bicicleta

A bicicleta

A Bicicleta

A Bicicleta

 

Já lá estava quando chegamos, entretanto as pessoas foram passando, o banco ficou vago, e ela ali estava a compor os diversos quadros sem que se conseguisse perceber se o dono andari por ali ou se estava simplesmente abandonada... fiquei sem saber, quando nos fomos embora ela lá continuava no mesmo sitio...a ver os barcos passar no Sado.

 

Parque Urbano de Albarquel, 

Outubro de 2013

Jorge Soares

Os dias do Outono em Setúbal 3

Dias de Outono

 

O amor é uma companhia. 
Já não sei andar só pelos caminhos, 
Porque já não posso andar só. 
Um pensamento visível faz-me andar mais depressa 
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo. 
Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo. 
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar. 

Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas. 
Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela. 
Todo eu sou qualquer força que me abandona. 
Toda a realidade olha para mim como um girassol com a cara dela no meio.

 

Alberto Caeiro


Setúbal, Outubro de 2013

Jorge Soares 

Os dias do Outono em Setúbal

Os dias do Outono em Setúbal

 

 

Amor tem as formas de um outono,
tristeza tem aroma de janeiro,
saudade tem as cores de uma praça
e alegria tem gosto de brigadeiro.

A paixão é de todas as cores,
desilusão é preta e branca.
Inverno tem cheiro de abraço
e é docinho o sabor da esperança.

 

Karla Thayse

 

Fim de tarde de Outono em Setúbal

Parque Urbano de Albarquel

Outubro de 2013

Jorge Soares

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Quem cá vem