Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Fala do Homem nascido

Até amanhã camarada 

 

 

Fala do Homem nascido

 

Venho da terra assombrada

 do ventre de minha mãe

 não pretendo roubar nada

 nem fazer mal a ninguém

 

 

 Só quero o que me é devido

 por me trazerem aqui

 que eu nem sequer fui ouvido

 no acto de que nasci

 

 

 Trago boca pra comer

 e olhos pra desejar

 tenho pressa de viver

 que a vida é água a correr

 

 

 Venho do fundo do tempo

 não tenho tempo a perder

 minha barca aparelhada

 solta rumo ao norte

 meu desejo é passaporte

 para a fronteira fechada

 

 

 Não há ventos que não prestem

 nem marés que não convenham

 nem forças que me molestem

 correntes que me detenham

 

 

 Quero eu e a natureza

 que a natureza sou eu

 e as forças da natureza

 nunca ninguém as venceu

 

 

 Com licença com licença

 que a barca se fez ao mar

 não há poder que me vença

 mesmo morto hei-de passar

 com licença com licença

 com rumo à estrela polar

 

 

António Gedeão

In Teatro do Mundo, 1958

 

Festa do Avante, Atalaia, Seixal, Setúbal

Setembro de 2009

 

Jorge Soares

Sep 6, 2009, Câmara: SONY , Modelo: DSLR-A350, ISO: 100, Exposição: 1/250 seg., Abertura: 5.0,Extensão focal: 150mm

 

Lágrima de preta

Lágrima de preta

 

Lágrima de preta

Encontrei uma preta
que estava a chorar,
pedi-lhe uma lágrima
para a analisar.

Recolhi a lágrima
com todo o cuidado
num tubo de ensaio
bem esterilizado.

Olhei-a de um lado,
do outro e de frente:
tinha um ar de gota
muito transparente.

Mandei vir os ácidos,
as bases e os sais,
as drogas usadas
em casos que tais.

Ensaiei a frio,
experimentei ao lume,
de todas as vezes
deu-me o que é costume:

nem sinais de negro,
nem vestígios de ódio.
Água (quase tudo)
e cloreto de sódio.
 

António Gedeão 

Poema da Flor Proibida

Poema da flor proibida
 
 
Por detrás de cada flor
há um homem de chapéu de coco e sobrolho carregado.
 
Podia estar à frente ou estar ao lado,
mas não, está colocado
exactamente por detrás da flor.
Também não está escondido nem dissimulado,
está dignamente especado
por detrás da flor.
 
Abro as narinas para respirar
o perfume da flor,
não de repente
(é claro) mas devagar,
a pouco e pouco,
com os olhos postos no chapéu de coco.
 
Ele ama-me. Defende-me com os seus carinhos,
protege-me com o seu amor.
Ele sabe que a flor pode ter espinhos,
ou tem mesmo,
ou já teve,
ou pode vir a ter,
e fica triste se me vê sofrer.
 
Transmito um pensamento à flor
sem mover a cabeça e sem a olhar
De repente,
como um cão cínico arreganho o dente
e engulo-a sem mastigar.
 
 
 
António Gedeão
Obra Poética
Edições João Sá da Costa 
 
2001 
 

 

Tempo de Poesia

Uma rosa .....

 

 

 

 

 

Tempo de Poesia

 

Todo o tempo é de poesia

 

Desde a névoa da manhã

à névoa do outo dia.

 

Desde a quentura do ventre

à frigidez da agonia

 

Todo o tempo é de poesia

 

Entre bombas que deflagram.

Corolas que se desdobram.

Corpos que em sangue soçobram.

Vidas qua amar se consagram.

 

Sob a cúpula sombria

das mãos que pedem vingança.

Sob o arco da aliança

da celeste alegoria.

 

Todo o tempo é de poesia.

 

Desde a arrumação ao caos

à confusão da harmonia.

 

 

António Gedeão

 

Com os desejos de um bom fim de semana para todos

Jorge

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Quem cá vem