Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Este azul que me pintou

Sado 

 

Este Azul que me pintou


Ai eu, venturosa, como vivo por aqui

Neste meu Sado que está longe!

   Tanto me falta, muito me faltou

   Este azul que me levou.

  

Ai eu, afortunada, como vivo em pacato desejo

Neste meu Sado que engana e não vejo!

   Tanto me falta, muito me faltou

   Este azul que me levou.

 

Ai eu, bem-aventurada, em desassossego estou

Neste meu Sado do meu nascimento!

   Tanto me falta, muito me faltou

   Este azul que me levou.

 

   Tanto me ampara, muito me amparou

   Este azul que me pintou.

(na brincadeira com D. Sancho...) 
Setúbal, Julho de 2012
Jorge Soares

Para poetizar uma flor Sob o efeito de feitiço ....

Para poetizar uma flor

 

Para poetizar uma flor
Sob o efeito de feitiço
Teria de proferir amor
E isso, eu não cobiço.

Para poetizar uma flor
Ante beleza evidente
Teria de expurgar dor
Como insecto demente.

Para poetizar uma flor
De perfume inebriante
Teria de inspirar odor
E magia todo o instante.

Para poetizar uma flor
Eloquente rima boa
Teria nascer trovador
Ou renascer em Pessoa


Lagoa_Azul

 

 

Gosto destas florzinhas azuis, mesmo num dia cinzento e chuvoso, elas tem um encanto especial e uma beleza única.

Odemira

Alentejo

Abril de 2011

Jorge Soares

 

22 de Abr de 2011, Câmara: SONY DSLR-A350, ISO: 100, Exp: 1/500 seg., Abert.: 5.6, Ext.: 200mm, Flash: Não

Azul

Mar Português, azul

Pensar é bom.
Pensar é viajar pelo mundo.
Pensar é sorrir e...
...às vezes chorar!
Pensar é algo que todos conseguem fazer.
Mesmo que não o queiram,
Estão sempre a pensar.
As plantas pensam,
Os animais pensam,
Nós pensamos e quem sabe...
...Os objectos também.

 

Libel

 

Quando penso em azul eu penso no nosso mar... depois de viajar pelo mundo, concluo sempre que não há mar como o nosso, que nos convida a contemplar...

 

Praia dos três Irmãos, Alvor, Algarve

Março de 2008

Jorge Soares

 

29 de Mar de 2008, Câmara: OLYMPUS FE-140,X-725, ISO: 80, Exposição: 1/800 seg., Abertura: 4.6 Extensão focal: 6.3mm

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Quem cá vem