Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Não deixem morrer os golfinhos da Luisa Tody

 Os golfinhos

A fonte dos golfinhos, Setúbal

Fonte dos Golfinhos, Luisa Tody, Setúbal

Fonte dos Golfinhos

Fonte dos Golfinhos, Setúbal

 

 

As Obras da Polis na Luisa Tody em Setúbal arrastaram-se penosamente durante meses, incomodaram meio mundo e causaram o caos no transito em toda a cidade, eu gosto do resultado final, acho que ficou muito valorizada e mais próxima das pessoas.

 

Estes  dois golfinhos que pretendem homenagear os que ainda vivem na baia do Sado, estavam na rotunda dos golfinhos, foram deslocados para um novo espaço, o resultado é o que se pode ver, acho que era uma ideia interessante, poderia ter sido executada de uma forma mais cuidada, poucos meses após a sua execução os sinais de degradação começam a ser evidentes, como o são em outras partes da avenida. Isto denota pouco cuidado na execução da obra e muito pouca ou nenhuma manutenção... é pena, porque a avenida, a cidade e os Setubalenses merecem mais, muito mais.

Monumento Antifascismo 2

 

Monumento anti-fascista, Setubal

 

O monumento é constituído por três tetrapodes de ferro, idênticos aos que são utilizados na protecção das zonas portuárias e costeiras, que serão amarrados com centenas de metros de cordas e correntes, pesa mais de 10 toneladas e tem cerca 12 metros de altura.

 

O projecto, elaborado há 37 anos mas nunca concretizado, foi oferecido pelo escultor José Aurélio à Câmara Municipal de Setúbal na sequência do interesse manifestado por uma comissão pró-monumento, que se propôs homenagear os antifascistas setubalenses que lutaram contra o antigo regime do estado novo.

 

Para o autor, José Aurélio, os tetrapodes, que resistem ao avanço da mar nas zonas costeiras, simbolizam a resistência ao regime totalitário e as cordas e correntes representam o elemento humano, essencial a essa resistência.

 

Na base pode ler-se:

 

"Aos resistentes que com a sua acção lutaram e lutam contra o fascismo, pela Liberdade, pela Democracia e pela Paz. 25 de Abril sempre!".

 

Foi inaugurado a 25 de Abril de 2005

 

Setúbal, Julho de 2009

 

Jul 2, 2009, Câmara: SONY DSLR-A350, ISO: 100, Exposição: 1/50 seg., Abertura: 5.6, Extensão focal: 18mm Flash utilizado: Não

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Quem cá vem