Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Pesca em águas calmas,.. olha o charroque!

Pesca

Pesca grossa

Charroque

Charroque

Charroque
Este verão a baixa de Setúbal está assim... a pesca em águas calmas
Setúbal, Junho de 2014
Jorge Soares

publicado por Jorge Soares às 22:04
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 8 de Março de 2013

Dia de pesca

Dia de pesca

Dia de Pesca

Dia de pesca

Dia de pesca

Dia de pesca

 

Dia de pesca no Rio Sado em Setúbal

Parque Urbano de Albarquel

Setúbal, Fevereiro de 2013

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 20:37
link do post | comentar | favorito
Domingo, 8 de Julho de 2012

A pesca

A pesca

A pesca

A pesca

 

Num fim de tarde de verão nas margens do Sado em setúbal.

 

Julho de 2012

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 26 de Abril de 2011

Os botes do Sado

Botes de pesca em Setúbal

Os botes, Setúbal

Botes de Pesca, Setúbal

Botes

Os botes, Setúbal

 

São dezenas de botes, dão um colorido diferente à doca, sempre os vi ali, botes a remos que imagino servirão para a pesca no estuário do Sado... mas que nunca vi fora da doca... vai d eaí... eu e os pescadores andamos com as horas trocadas.

 

Docapesca de Setúbal, Abril de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 21:07
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

Pescadores

Pescador na costa da Caparica

Pescador na Costa da Caparica

Pescador

Pescador

 

Pescadores na Costa da Caparica

Janeiro de 2011

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 17:29
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 14 de Junho de 2010

O Cansaço

Desespero

 

O Cansaço

 

O que há em mim é sobretudo cansaço — 
Não disto nem daquilo, 
Nem sequer de tudo ou de nada: 
Cansaço assim mesmo, ele mesmo, 
Cansaço. 

A subtileza das sensações inúteis, 
As paixões violentas por coisa nenhuma, 
Os amores intensos por o suposto em alguém, 
Essas coisas todas — 
Essas e o que falta nelas eternamente —; 
Tudo isso faz um cansaço, 
Este cansaço, 
Cansaço.

 

Álvaro de Campos

 

Olhando para o que resultou da faina de um dia... o mar nem sempre é pródigo, há dias assim.

Algures na ilha de Santiago, Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 09:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 7 de Março de 2010

O jogo da bola

Futebol de praia na cidade velha

Futebol de praia, Cidade Velha, Cabo Verde

O jogo de futebol na areia, Cidade Velha, Cabo Verde

Treinador de bancada no futebol de praia, Cidade Velha, Cabo Verde 

Uma bola é uma bola em qualquer parte do mundo, esta corria veloz na areia escura da praia da Cidade Velha e atrás dela corriam os meninos que voltam a ser crianças no intervalo entre a vida.

 

No fim do Jogo os meninos arrastaram um daqueles barcos para a agua e já de novo feitos homens, dois deles pegaram nos remos e fizeram-se à pesca, que a vida segue sempre no intervalo entre os jogos.

 

Cidade Velha, Santiago, Cabo Verde

Fevereiro de 2010

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 16:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

Ter [na ausência das marés]

Bruno mar, no sado

 

Tenho frio. Tendo um copo de vinho que se esvazia na gula dos dedos boquiabertos. Tenho sede. Embriago-me na tristeza liquefeita da vinha. Na ira da raiz. Esfrego as mãos nas parras que se despedaçam na terra. Tenho o enjoo encostado a mim. Que me atravessa em pontos determinados. No alvoroço das marés. Remo no silêncio sossegado da baixa-mar. No instante em que o horizonte é lugar no longe. No nada. Na efeméride calada. Tenho olhos de vidro. Escaqueirados no areal. Lá, onde os copos não existem e os vinhos não transportam alegrias de entoar.

 

Vai-te, flutuante casa da memória. A minha ferida segue à bolina na doce espuma do desgosto. Enfeitada com vozes afónicas. Tenho a noite. Que é mais segura sem ti. De dia, sobram-me roncos dos barcos vazios. Esburacados. Rombos nas mãos que ainda tenho. Na sede da água que se foi com a maré… Outra vez a casa. A casa deles não vem com o mar. Tenho a memória dos pardais que trinavam no telhado. A ver aqueles barcos que já não podem naufragar.

 

Sou barca atracada na quietude do desabrigo. Tenho uma mansa planície de papoilas azuis no sangue. Ardo na língua do Sol. E o barco segue, como se a foz o não tivesse afogado. Como se as amarras detivessem o vendaval. O homem do barco a remos desligou o motor. E as barcas persistem no seu carregar. Não tenho. Mas as gaivotas caçam o equívoco da abundância…

 
Texto da Paola, retirado do blog Ponto de Admiração
 
Barco no rio Sado
Setúbal, Outubro de 2009
Jorge Soares
 
25 de Out de 2009,Câmara: SONY DSLR-A350,ISO: 100,Exposição: 1/250 seg.,Abertura: 13.0,Extensão focal: 60mm


publicado por Jorge Soares às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Setúbal:Regresso da Faina

O regresso da faina, o barco e as gaivotas

O regresso da faina

Barco no Sado

O sado e o barco

O barco e o Sado..gaivotas

Regresso da Faina, Setúbal

 

Setúbal, Outubro de 2009

Jorge Soares


publicado por Jorge Soares às 18:47
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

.pesquisar

 

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 267 seguidores

.arquivos

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.mais comentados

10 comentários
4 comentários
1 comentário
1 comentário
1 comentário
SAPO Blogs

.subscrever feeds