Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Momentos e Olhares

A vida é feita de momentos, alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade! -Jorge Soares

Pato Mandarim

Pato Mandarim Pato Mandarim

 

Pato mandarim, no rio Insua

 

O pato mandarim, São João da Madeira

 

Este Pato Mandarim andava a nadar calmamente pelo Rio Ul no Parque Urbano de São João da Madeira, tem umas cores fantásticas e dá sem dúvida umas belas fotografias.

 

Caracteristicas

 

Medem 41 a 51 cm de comprimento. Existe dimorfismo sexual. A plumagem vistosa do machos é mantida durante a maior parte do ano, excepto no período de muda das penas, que ocorre após a nidificação e dura algumas semanas. Nesta altura, os machos perdem as penas coloridas e ficam com plumagem semelhante à das fêmeas, assim conhecida por plumagem de eclipse. No Inverno, quando recomeça a actividade sexual, a plumagem do macho já retomou a sua exuberância inconfundível: as penas da cabeça alongam-se para trás, formando um “capacete” de cores branca e castanho-ferrugínea; o peito é castanho-escuro, tal como a parte superior do corpo; os flancos são castanho-claros; apresentam tipicamente duas “velas” de cor laranja, que se erguem acima do nível das asas. A fêmea tem plumagem castanha, com pintas castanho-claras no peito e nos flancos. Apresenta ainda uma mancha branca periocular (em torno dos olhos), que se estende para trás na cabeça, e uma linha direita branca na base do bico. Estas últimas características distinguem a fêmea desta espécie da fêmea de pato-carolino (Aix sponsa), cuja plumagem é muito semelhante, mas na qual a mancha periocular é mais larga e curta e, ainda, a barra branca na base do bico é curva em vez de direita. O bico é vermelho, no macho, e cinzento, na fêmea, o que permite distinguir os sexos, no período de eclipse. Em ambos os sexos, o espelho (barra de cor visível em voo, na parte superior da asa, correspondente às rémiges secundárias) é verde-escuro.

 

Distribuição e Habitat : 
Nidificam no Sudeste da Rússia, no Nordeste da China e no Norte do Japão (são residentes nas ilhas Centro e Sul do Japão). Invernam no Sudeste da China e na Coreia do Sul. Foram introduzidos no Sul de Inglaterra. Vivem em ambientes aquáticos de água doce (paúis, lagos, lagoas e rios de curso lento), nas proximidades de florestas temperadas de folha caduca. 

 

Reprodução: 
A época de nidificação começa em Abril. Nidificam em casais. O ninho é construído em ocos de árvores. A postura é normalmente de nove a 12 ovos, que são incubados durante 28 a 30 dias. As crias são nidífugas, isto é, abandonam o ninho precocemente, neste caso apenas algumas horas após a eclosão; depois, seguem os progenitores (especialmente a fêmea) até serem capazes de voar. Os juvenis adquirem a plumagem de adulto com um mês a um mês e meio de idade. Atingem a maturidade sexual com cerca de um ano de idade.


Estatuto de conservação e principais ameaças:
Baixo risco/quase ameaçada (segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza). As populações têm declinado muito, em consequência da caça excessiva, do tráfico internacional e da destruição do habitat.

 

Fonte:http://www.zoo.pt/animais.aspx?ID=1665

 

São João da Madeira, Dezembro de 2008

Direitos de Autor
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março.
Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo e serão retiradas de imediato.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Quem cá vem